Aguarde...

Tomate

Solanum lycopersicum

Sobre

O tomate é uma planta muito popular, cultivada principalmente por causa de seus frutos que podem ser comidos crus ou preparados na cozinha. Os frutos do tomate são verdes quando não maduros e, geralmente, ficam vermelhos quando maduros. Mas há uma infinidade de variedades de tomate que produzem frutos amarelos, laranjas, marrons, roxos, pretos, etc. O tamanho dos fruto varia desde o tamanho de uma uva até o tamanho de um punho, ou maior.
A planta em si, é perene nas regiões tropicais. Mas geralmente é cultivada como uma planta anual e pode ser plantada tanto ao ar livre quanto em estufas.
Há vários tipos de tomates, mas eles se dividem em três tipos principais:
Determinados: as plantas crescem até um tamanho e largura conhecidos. Uma vez que tenham atingido essas dimensões, elas param de crescer, produzem flores, e então produzem tomates, normalmente todos de uma vez. Depois dessa produção, a planta não produz mais. A poda não é necessária (apesar de ser recomendada a remoção de brotos parasitas) pois isso pode remover ramos que poderiam vir a dar frutos. 
Indeterminados: estas plantas costumam produzir flores e frutos durante o verão todo, e continuam crescendo, muitas vezes precisam de um suporte (como um cabo de vassoura) e ter os ramos que estão produzindo amarrados. Estas plantas chegam até a 2,75m. Podem produzir constantemente até o início do inverno, ou o começo da época fria. É recomendado remover os ramos que pararam de produzir flores.
Semi-Determinados: estas plantas são um meio termo entre os determinados e os indeterminados. Vão crescer mais que as determinadas, mas normalmente nem tanto quanto as indeterminadas, parando algum tempo antes do frio. Sua primeira produção é grande, mas depois continuam a produzir de forma exparsa até o fim da estação.

 

Como ler as informações sobre resistência a doenças

 

Tomates híbridos muitas vezes vem com uma série de letras após seu nome para mostrar quais resistências a doenças foram inseridas neles. O significado das letras são:
V = Murcha de Verticillium
F = Murcha de Fusarium raça 1
FF = Murcha de Fusarium raça 1 e raça 2
N = Nematóides
A = Alternaria (cancro da haste)
T = Vírus do mosaico do tabaco
St = Stemphylium (mancha foliar cinza)
TSWV = Vírus da murcha manchada do tomate

 

Lembre-se: resistência a doença não significa imunidade a ela, somente uma maior dificuldade de contrai-la.

 

Tomate não costuma precisar de muita manutenção e é muito fácil de cultivar, geralmente. Desde que um mínimo de cuidado seja dado a ele ao longo do ano. Como se manter atento ao solo, sol e quantidade de água fornecida. O que vai gerar uma planta mais forte e produtiva.

Instruções gerais para cuidado

  • Ciclo de vida
    Anual
  • Dificuldade de cultivo do tomate
    Fácil - Nível 2 de 5
  • Qual a forma ou hábitos de crescimento?
    Ereto (similar a uma árvore)
  • Resistência ao frio
    Fraca
  • País de origem
    México
  • Quão grande fica?
    150.0 cm
  • Quão largo fica?
    50.0 cm
  • Níveis adequados de acidez do solo (pH)
    de 5.5 a 7.5
  • Quanto de água é necessária?
    Mediana
  • Quanto nitrogênio é necessário?
    Mediano
  • Em que tipo de solo plantar?
    Argiloso
  • Quanto de sol é necessário?
    Sol direto o dia todo
  • Pode ser plantado diretamente sem apresentar grandes perdas/problemas?
    Nenhuma informação em nossa base.
  • Quão profundo devemos plantar as sementes?
    1.0 cm
  • Quão distante uma semente deve ser plantada da outra?
    2.0 cm
  • Quão distante uma fileira de sementes deve ficar da outra?
    2.0 cm
  • Temperatura ideal para germinação
    de 12.0°C a 35.0°C
  • Quais as melhores temperaturas para plantar Tomate?
    de 13.0°C a 35.0°C
  • Quão distante uma muda deve ficar da outra?
    80.0 cm
  • Quão distante uma fileira de mudas deve ficar da outra?
    80.0 cm
  • Quando costuma florescer?
    Início do verão
  • Quando os frutos costumam estar prontos para serem colhidos?
    Nenhuma informação em nossa base.
  • Quando podar?
    Meio do verão

Quanto demora para crescer?

Tempo (em dias) para a germinação das sementes de tomate
  • Média: 6 dias
  • Mímino: 1 dias
  • Máximo: 16 dias

Tempo para transplante
  • Média: 54 dias
  • Mímino: 1 dias
  • Máximo: 126 dias

Tempo até atingir a maturidade/florescer
  • Média: 97 dias
  • Mímino: 18 dias
  • Máximo: 178 dias

Tempo total de crescimento
  • Média: 157 dias
  • Mímino: 20 dias
  • Máximo: 320 dias

Como cultivar

Muitos jardineiros removem os brotos parasitas conforme a planta cresce - aqueles brotos que crescem junto ao galhos/ramos principais. Removê-los é particularmente importante para os tomates de tipo indeterminado, pois isso previne que eles cresçam demais "roubando" muitos nutrientes da planta, e direciona mais energia para os frutos.
Tome o cuidado de não deixar as folhas molhadas quando regar a planta. Isso tornar mais fácil o desenvolvimento de fungos nas folhas.
Quando a planta floresce, algumas pessoas dizem ser útil espirrar com spray uma solução de sal de Epsom (sulfato de magnésio ou sal amargo) na proporção de uma colher por galão de água. Isso causa um aumento na disponibilidade de magnésio para a planta e ajuda a planta a produzir frutos. Porém, o uso de sais como fertilizante é algo muito controverso.
Se as folhas da planta ficarem amareladas, alimentação adicional pode ser necessária. Você pode colocar adubo em volta da planta, ou espirrar uma solução de emulsão de peixe ou de algas nas folhas da planta, diluídos conforme as instruções do pacote. Não toque as folhas após ter espirrado o adubo, isto evita que a planta seja contaminada por fungos. As plantas devem ser alimentadas não mais que duas vezes no mês.

Algo também muito útil é borrifar uma solução de leite diluído na planta ao menos uma vez na época de crescimento. Leite tem propriedades fungicida e anti mofo. Misture mais ou menos uma colher de leite para um copo americano de água (proporção de 1 de leite para 10 de água). Coloque a solução num borrifador e borrife as folhas da planta. Tenha certeza de borrifar a parte de baixo das folhas também. Isto pode ser combinado com a adubação da planta, e como quando na adubação, evite tocar a planta enquanto as folhas estiverem úmidas. Este tratamento pode ser aplicado duas vezes ao mês se houver algum problema com mofo ou fungos. Leite estragado ou o leite em pó também podem ser usados.

Se quiser, no fim do verão você pode remover os galhos que não tem flores ou frutos neles (não faça isso no início do verão pois flores podem brotar a qualquer momento). Isto faz com que as energias da planta sejam focadas na produção das últimas flores e frutos da temporada. Se sua planta ainda tiver frutos não maduros num período de 45 a 30 dias antes da época do frio, remova as flores que ainda não formaram frutos e remova todos os ramos e galhos que estiver até cerca de 1m do chão. Isso vai focar as energias da planta nos últimos frutos e aumentar a chance de gerar frutos sadios antes, ou mesmo, durante o início do inverno.

Procure plantar num local que receba muito sol e a regue de forma moderada. Como uma referência bem simples para os climas preferidos do tomate, pesquise se a região onde o cultivo vai ser realizado está entre as zonas USDA 3 e 14 de resistência (USDA Hardiness Zones) - basicamente em qualquer lugar do mundo que não seja mais quente que 35ºC no verão nem mais frio que -40ºC no inverno. Tenha certeza que seu solo é argiloso e tenha um ph entre 5,5 e 7,5 já que o tomate gosta de solos fracamente ácidos - planta que gosta de solos levemente alcalinos. Mantenha em mente que o tomate é considerado uma planta frágil, por isso quando for tirá-lo de um abrigo - como uma estufa -  e levá-lo para o espaço aberto faça-o em horários com temperatura e insolação amena para não correr riscos de matar a planta, especialmente mudas.

Como germinar/plantar

Em países como EUA e na Europa, as sementes devem ser plantadas em ambientes protegidos pois a época de crescimento é muito curta - o verão - e não costuma durar o bastante para as mudas crescerem. Mantenha as sementes sempre úmidas, mas não encharcadas para evitar fungos.
Tente manter as sementes com um espaçamento de pelo menos 2cm entre si e mais ou menos enterradas a 1cm de profundidade. A temperatura do solo deve ser mantida acima de 12°C para garantir uma boa taxa germinação.
Para aproveitar melhor a época de produção do tomate, procure plantar as sementes em torno de 42 dias antes do fim do frio/inverno.

Como transplantar

Mova as mudas para um local que receba muito sol assim que brotarem. Quando a planta desenvolver suas primeiras folhas de verdade - primeiro brotam algumas folhas temporárias diferentes das folhas da planta adulta. Replante-as em vasos maiores para que possam desenvolver raízes maiores e mais fortes. Muitos jardineiros replantam uma segunda vez para fazer com que as raízes se tornem ainda mais fortes.
O replante deve ser feito quando elas atingirem em torno de 15cm de altura. Remova o conjunto de folhas inferior e enterre a planta até a altura do conjunto de folhas mais baixo restante. Serão formadas raízes ao longo de todo o talo enterrado.
Se houver problemas com lagartas na região, faça uma proteção em torno da mauda utilizando um rolo de papel higiênico vazio.
Muitos jardineiros colocam fertilizante extra na planta recém plantada. Alguns usam fertilizantes comerciais (orgânico ou artificial) enquanto outros usam restos de alimentos como cabeças de peixes, esterco e outras fontes domésticas gratuitas.
Cascas de ovos moídas na terra também ajuda, por fornecer cálcio extra para as plantas produzirem frutos. Há quem coloque ossos e leite em pó junto a muda (o leite tanto fornece cálcio quanto proteção contra fungos e mofos).
Tomates precisam de uma temperatura mínima do ar de 13ºC e uma temperatura do solo mínima de 12}C. Não plante em ambiente aberto antes que essas temperaturas sejam atingidas. Elas resistem a temperaturas noturnas tão baixas quanto 7ºC e solo a 10ºC. Mas não vão crescer se abaixo dos 13ºC.
Garanta que as temperaturas estão nessa faixa e que as chances de geada e frio sejam mínimas. Pois os tomates, em geral, são bem frágeis nesse ponto.
Geralmente o transplante é feito em torno de 10 dias depois do fim da temporada fria/inverno.

Como extrair sementes

Colha os frutos quando eles estiverem bem maduros, pouco antes de começarem a estragar. Tente guardar sementes de muitos frutos.
Para garantir que as sementes vão germinar, alguns passos devem ser tomados. O preparo das sementes de tomate é feito através de um processo de fermentação para eliminar o gel que encobre as sementes, pois ele inibe a germinação e crescimento das sementes.
1. Retire as sementes e coloque-as em algum recipiente (como um copo, ou menor). Preencha com água e deixe descansar em um local protegido do sol e fresco. Espere até que um pouco de mofo comece a se formar (uma sujeira escura). Isso costuma levar de 3 a 7 dias.
2. Pegue uma colher e remova o mofo, assim como as sementes que estiverem flutuando porque são sementes mortas.
3. Jogue a água fora e lave todas as sementes com cuidado.
4. Deixe as sementes numa superfície não aderente (dentro de um copo de um recipiente de vidro ou plástico, numa tampa, etc. Papel alumínio também serve, mas pra que desperdiçá-lo com tantas opções?) e deixe as sementes secarem completamente. Isso leva em torno de 7 dias.
5. Depois das sementes terem sido completamente secas passe-as para um recipiente definitivo, como um saquinho de sementes, um copo, etc. Se for colocar em um recipiente fechado, adicione materiais dissecados para evitar umidade que pode mofar suas sementes.

Plantas "amigas"

As plantas que chamamos de plantas "amigas" são as duplas de plantas que trabalham em conjunto de ajuda mútua. Seja por uma espantar uma praga ou doença que atacaria a outra, por utilizarem diferentes nutrientes do solo, ou mesmo, por uma fornecer nutrientes que a outra precisa. O que as faz se desenvolverem melhor em conjunto, sofrerem menos com pragas e termos menos problemas com o solo. Conhecimento muito útil para o cultivo.


Sabemos que as seguintes plantas são "amigas" de tomate:



  • Tomate adora Cenoura

    Tomates e cenouras compartilham bem o espaço.


  • Tomate adora Cebola

    O cheiro forte da cebola ajudar a manter as pragas longe.


  • Tomate adora Alho

    O cheiro forte do alho ajudar a manter as pragas longe.


  • Tomate adora Borragem

    Ajuda a manter a hornworm do tomate (lagarta de chifre) longe.


  • Tomate adora Cravo de defunto

    Ajuda a manter nematóides longe.


  • Tomate adora Capuchinha

    Ajuda a manter moscas brancas e pulgões longe.


  • Tomate adora Manjericão

    Melhora o gosto dos tomates.


  • Tomate gosta de Aspargo

    Crescem bem juntos pois o aspargo normalmente é colhido antes do tomateiro atingir a fase adulta.


  • Tomate gosta de Alface

    Crescem bem juntos e a sombra dos tomateiros é benéfica para a alface no verão.


  • Tomate gosta de Ervilha

    Plante as ervilhas antes de plantar os tomates para que aproveitem a estrutura que sustentará os tomateiros enquanto fixa nitrogênio no solo.


Plantas "inimigas"

As plantas que chamamos de plantas "inimigas" são as duplas de plantas que "brigam" quando colocadas em conjunto. Seja por uma atrair pragas ou doenças que atacam a outra, por utilizarem os mesmos nutrientes do solo e brigarem por ele, ou mesmo, por uma produzir toxinas que inibem o crescimento da outra. O que as faz não se desenvolverem bem em conjunto, sofrerem mais com pragas e causarem problemas com o solo. Conhecimento muito útil para o cultivo.


Sabemos que as seguintes plantas são "inimigas" de tomate:



  • Tomate detesta Nogueira preta

    Inibe o crescimento dos tomateiros.


  • Tomate detesta Endro

    Atrai a hornworm do tomate.


  • Tomate detesta Couve

    Inibe o crescimento dos tomates.


  • Tomate detesta Repolho

    Inibe o crescimento dos tomates.


  • Tomate detesta Milho

    Atrai lagartas-da-espiga (que também ataca os tomates).


  • Tomate detesta Funcho

    Inibe o crescimento dos tomates.


  • Tomate detesta Couve rábano

    Inibe o crescimento dos tomates.


  • Tomate detesta Alecrim

    Inibe o crescimento dos tomates.


Problemas comuns

Tomates podem ser atacados por um número enorme de doenças e infecções por fungos. A boa parte é que há diversas variedades de tomates que vão ter resistência a diversos problemas diferentes. O que significa que sempre que um problema surge você pode trocar para uma variedade mais resistente que a que você plantava. Por exemplo, lugares onde chove bastante apresentam chances maiores de aparecimento de pragas.

Outro meio de evitar doenças é por praticar rotação de culturas. Por não cultivar o mesmo tipo de plantas no mesmo local ano após ano. Isto evita que doenças e fungos se fixem no solo e passem a contaminar qualquer planta suscetível a eles que for colocada ali.

Uma boa higienização da área de plantio também é importante para manter suas plantas e solo saudáveis. Se você suspeitar que uma planta está doente, a mantenha longe das demais para evitar qualquer tipo de contato. Lave suas ferramentas e mãos bem antes de usá-las em plantas sadias para evitar contágio se elas tiverem tocado plantas contaminadas.

Remover ervas daninha também é importante pois elas podem espalhar doenças nos seus tomates sem apresentar qualquer sintomas nelas mesmas.

 

Se um tomateiro estiver visivelmente doente ou morrer por causa de doenças, remova todos os galhos contaminados/secos e elimine-os longe de qualquer ponto de cultivo. Pois suas folhas, tronco e raízes vão continuar contaminados e irão contaminar outras plantas, assim como outros tomateiros. Há quem queime os restos de plantas doentes para destruir completamente o foco de contaminação.


 

Principais medidas de controle de doenças bacterianas em tomateiro.

Recomendações

Doenças

Pinta-bacteriana

Mancha-bacteriana

Cancro-bacteriano

Murcha-bacteriana

Talo-oco e podridão de frutos

1) Plantar sementes de boa qualidade e/ou tratar previamente as sementes

++

++

++

-

-

2) Plantar cultivares resistentes

++

+

+

+

-

3) Não plantar próximo a lavouras velhas de tomate

++

++

++

+

+

4) Evitar excesso de nitrogênio (usar adubação equilibrada)

-

-

+

+

++

5) Evitar ferimentos nas plantas (mecânicos, insetos)

-

-

+

+

++

6) Reduzir o volume de água e/ou melhorar a drenagem do terreno

++

++

++

++

++

7) Pulverizar com fungicidas cúpricos ou antibióticos

+

+

+

-

+

8) Eliminar plantas doentes

-

-

-

+

-

9) Fazer rotação de cultura

+

+

+

++

+

++ = muito eficiente

+ = pouco eficiente

- = sem eficiência ou eficiência muito baixa 

Etimologia

O nome tomate vem do espanhol. Que é igual: "Tomate". Os espanhóis o encontraram em suas viagens a América do Norte quando fizeram contato com os Astecas. A palavra Nauthal (a língua que os astecas falavam) era "xitomatl", a qual os espanhóis adaptaram para "tomate".

Folclore e trivialidades

O tomate gerou muitas crendices quando foi inserido no velho mundo. Costumavam acreditar que ele era venenoso. Uma estória é de que em 1820, O coronel Robbert Gibbon Johnson anunciou que ao meio dia, de 26 de Setembro em Salem, New Jersey ele iria comer uma porção dos frutos malditos. Mais de duas mil pessoas pensaram que ele estava louco e foram presenciar o evento. Para o espanto geral, ele sobreviveu. Esta estória, muito provavelmente, não é real, mas ilustra os medos que as pessoas tinham sobre eles.

 

Na cidade de Buñol, na Espanha, há um festival que dura uma semana inteira com paradas e fogos chamada "La Tomatina". O qual acontece todo ano. Durante "La Tomatina", dezenas de toneladas de de pessoas participam da maior guerra de tomate do mundo. A tradição dessa guerra de tomates se mantém desde 1944 ou 1945, mas os motivos disso ter começado se perderam com o tempo. As causas possíveis incluem uma guerra de comida entre amigos, uma guerra numa turma de jovens, uma chuva de tomates jogada por transeuntes numa parada de carnaval, uma piada prática num músico ruim e um acidente com uma carga de tomates de um caminhão.

Outros nomes

Tomate, Tomate de molho, Lycopersicon lycopersicum, Lycopersicon esculentum, Solanaceae lycopersicon esculentum, Solanum lycopersicum var. grandifolium
Formas incorretas encontradas: Lycopersicon lypersicum, Maçã do amor, Lycopersicon lycoprtsicum, Lycopersicon escultem