Aguarde...

Lagarta da espiga

Helicoverpa zea

Sobre

O adulto de H. zea é uma mariposa com cerca de 40 mm de envergadura, com as asas anteriores de coloração amarelo-parda, com uma faixa transversal mais escura, apresentando também manchas escuras dispersas sobre as asas. As asas posteriores são mais claras, com uma faixa nas bordas externas. A fêmea fecundada põe o ovo de preferência nos estilos-estigma. Os ovos, esféricos e com saliências laterais (1 mm de diâmetro) são depositados individualmente (até 15 por espiga).

 

A lagarta completamente desenvolvida mede 35 mm e possui coloração entre verde-claro, rosa, marrom ou quase preta, com partes mais claras. O período larval varia entre 13 e 25 dias dependendo da temperatura. Findo o período larval, as lagartas saem e vão para o solo, onde se transformam na fase de pupa. O período pupal requer de 10 a 15 dias.

Sintomas

Durante o verão, num período de três a quatro dias dá-se a eclosão das lagartas que se alimentam do estilo-estigma e dos grãos em formação.

Tratamento

O predador Doru luteipes e os parasitóides Trichogramma spp., Telenomus sp., Chelonus insularis e Campoletis flavicincta, são importante agentes de controle biológico dessa praga. Várias doenças também atacam a lagarta, como os fungos Nomuraea rileyii, Botrytis rileyi, Beauveria globulifera; virus, Baculovirus; bactérias, Bacillus thuringiensis e outros agentes de menor importância como nematóides e protozoários.