Aguarde...

WWF-Brasil: 15 anos dedicados ao ser humano e à natureza




Em 30 de agosto de 1996, nascia o WWF-Brasil, com sede em Brasília, a primeira organização nacional da Rede WWF na América Latina.

Logo no primeiro ano de atuação independente no país, o WWF-Brasil desenvolveu o Projeto Veadeiros, com foco no ecoturismo, educação ambiental, criação e implementação de áreas protegidas na Chapada dos Veadeiros (GO). 

De lá pra, cá os trabalhos não pararam. Ao longo destes 15 anos, o WWF-Brasil tem buscado de forma incansável cumprir sua missão de harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e promover o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações.

“Aos quinze anos, o WWF-Brasil já mostra claros sinais de maturidade, com uma excelente e respeitada inserção na rede WWF, seja pelo trabalho competente e efetivo que vem desenvolvendo, seja pela imensa responsabilidade de proteger a maior biodiversidade do planeta”, declarou Denise Hamú, secretária geral do WWF-Brasil, que, após oito anos de dedicação, deixa o WWF-Brasil para enfrentar novos desafios.

Maria Cecília Wey de Brito, que assume interinamente, nos próximos dias, a secretaria geral da casa, também concorda que o jovem WWF-Brasil amadureceu com bastante rapidez e competência.  “Os desafios do WWF-Brasil têm sido enormes diante da grandiosidade de sua tarefa, e temos respondido à altura de nossas responsabilidades”, avaliou Maria Cecília.

Atualmente, o WWF-Brasil atua na Amazônia, na Mata Atlântica, Cerrado e no Pantanal, além de desenvolver ações ligadas a diversos temas transversais como água doce, educação para sociedades sustentáveis, agricultura, energia e mudanças climáticas. Entre as principais atividades estão projetos de campo, apoio a iniciativas ambientais, disseminação de conhecimento técnico, políticas públicas e conscientização da população.

Hoje, o WWF-Brasil executa projetos em todo o país por meio de parcerias com empresas, organizações não-governamentais, órgãos dos governos federal, estaduais e municipais, desenvolvendo atividades de pesquisa e diagnóstico; proteção de espécies e de ecossistemas ameaçados; desenvolvendo modelos alternativos de conservação e uso dos recursos naturais; capacitação e desenvolvimento de entidades parceiras; disseminação de resultados por meio de educação ambiental, políticas ambientais e comunicação; e campanhas de mobilização social.

Além da sede em Brasília, o WWF-Brasil conta, ainda, com outros quatro escritórios: São Paulo (SP), Rio Branco (AC), Manaus (AM) e Campo Grande (MS).

40 anos de história no Brasil

A atuação da Rede WWF no Brasil é bem mais antiga. O primeiro projeto do WWF foi em 1971, há exatos 40 anos, quando a Rede iniciou o seu trabalho no país apoiando os primeiros estudos feitos sobre um desconhecido primata ameaçado de extinção no Rio de Janeiro. Era o projeto Conservação do Mico-Leão-Dourado, até hoje um dos mais bem-sucedidos do gênero no mundo.

Como organização nacional, independente e autônoma, são 15 anos de luta em defesa do meio ambiente. E por esses 15 anos, queremos agradecer aos nossos seguidores, afiliados e apoiadores por acreditarem em nosso trabalho e, juntos, ajudarmos o WWF-Brasil a continuar protegendo, conscientizando e conservando o meio ambiente para o bem dos nossos filhos e netos. 


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Jantar oficializa lançamento da segunda fase do Arpa
Jantar oficializa lançamento da segunda fase do Arpa
Água: fonte de vida
Água: fonte de vida
Nota das Ongs contra revogação da legislação ambiental brasileira
Nota das Ongs contra revogação da legislação ambiental brasileira
Senado não deve chancelar legislação florestal desfigurada
Senado não deve chancelar legislação florestal desfigurada
Acre: DVD e livro coroam sucesso da Feira do Pirarucu
Acre: DVD e livro coroam sucesso da Feira do Pirarucu
Governos falham em coragem e ambição nas negociações climáticas da ONU
Governos falham em coragem e ambição nas negociações climáticas da ONU
Intercâmbio promove práticas agrícolas sustentáveis no Acre
Intercâmbio promove práticas agrícolas sustentáveis no Acre
Por um planeta mais saudável
Por um planeta mais saudável
Cláudio Maretti: o Código e a Panamazônia
Cláudio Maretti: o Código e a Panamazônia
Banimento de agrotóxicos na pauta da soja responsável
Banimento de agrotóxicos na pauta da soja responsável
Hora do Planeta já conta com 120 cidades e se prepara bater novo recorde nesta sexta (30)
Hora do Planeta já conta com 120 cidades e se prepara bater novo recorde nesta sexta (30)
Gradual lança fundo de investimentos que reverterá recursos para a conservação da natureza
Gradual lança fundo de investimentos que reverterá recursos para a conservação da natureza
Arpa, Amazônia Meridional e Rappam são os temas do WWF-Brasil no 2º dia do CBUC
Arpa, Amazônia Meridional e Rappam são os temas do WWF-Brasil no 2º  dia do CBUC
Protocolo de Quioto: segunda fase deve ser mais rigorosa
Protocolo de Quioto: segunda fase deve ser mais rigorosa
Manejo é opção para construir economia de baixo carbono
Manejo é opção para construir economia de baixo carbono
Rede WWF alerta que a confiança será o fator decisivo para obter uma virada em Doha
Rede WWF alerta que a confiança será o fator decisivo para obter uma virada em Doha
Relatório mostra que deter as mudanças climáticas ainda é possível
Relatório mostra que deter as mudanças climáticas ainda é possível
Conselho aprova UCs em Bertioga
Conselho aprova UCs em Bertioga
Secretária-geral do WWF-Brasil discute desenvolvimento sustentável no parlamento britânico
Secretária-geral do WWF-Brasil discute desenvolvimento sustentável no parlamento britânico
Associados American Express fazem doações ao WWF-Brasil
Associados American Express fazem doações ao WWF-Brasil