Aguarde...

SOS Cristalino: não deixe o Mato Grosso reduzir a biodiversidade brasileira




O governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, vetou totalmente no último dia 14 de dezembro, o projeto de lei que trata da “Unificação das áreas dos Parques Estaduais Cristalino I e II”. Aprovado pelos deputados estaduais do Mato Grosso, em seis de dezembro, a proposta, articulada pelo vice-governador eleito Silval Barbosa (PMDB-MT), autorizava a redução de uma área de aproximadamente 27 mil hectares da reserva.

Desde a aprovação do projeto pela Assembléia Legislativa, organizações da sociedade civil se mobilizaram na campanha SOS Cristalino. No período foram enviadas aproximadamente 800 mensagem por e-mail pedindo o veto do governador ao projeto. A campanha continua, pois ainda existe a possibilidade dos deputados derrubarem o veto do governador.

Criado em 2001 e localizado no extremo norte do Mato Grosso, o Parque Estadual Cristalino é estratégico para a conservação da Amazônia. A área abriga uma rica biodiversidade, com destaque especial para as aves – com 550 espécies registradas, das quais 50 que só existem nesta área. Outro exemplo da fauna protegida é o primata conhecido popularmente como macaco-aranha da cara branca ou coatá da cara branca, espécie até agora só registrada nesta região.

Desde sua criação, o Cristalino esteve sob forte pressão com amplas áreas ocupadas ilegalmente e desmatadas. Em vez de combater o problema e reabilitar o que foi destruído, como é exigido por lei, o governo estadual está premiando a devastação ao reduzir o tamanho do parque e retirar estas áreas de suas fronteiras.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



COP 11 na Índia revitaliza expectativa em torno dos compromissos assumidos em 2010
COP 11 na Índia revitaliza expectativa em torno dos compromissos assumidos em 2010
Jauaperi: dez anos a espera da reserva extrativista
Jauaperi: dez anos a espera da reserva extrativista
Seis mil balões para lembrar o aquecimento global
Seis mil balões para lembrar o aquecimento global
Blog apresenta Programa Água Brasil
Blog apresenta Programa Água Brasil
ONGs cobram metas mais ambiciosas da CDB
ONGs cobram metas mais ambiciosas da CDB
WWF-Brasil orienta funcionários da rede de hotéis Meliá
WWF-Brasil orienta funcionários da rede de hotéis Meliá
Técnicos transformam certificação em realidade no campo
Técnicos transformam certificação em realidade no campo
Programa apoia práticas sustentáveis em agricultura no Mato Grosso
Programa apoia práticas sustentáveis em agricultura no Mato Grosso
Código aprovado ameaça produção de alimentos
Código aprovado ameaça produção de alimentos
WWF-Brasil: interesses nacionais não podem sobrepujar necessidades do planeta
WWF-Brasil: interesses nacionais não podem sobrepujar necessidades do planeta
Dia Mundial das Áreas Úmidas
Dia Mundial das Áreas Úmidas
ONGs lançam manifesto contra ferrovia e porto na Bahia
ONGs lançam manifesto contra ferrovia e porto na Bahia
Começa recuperação do Córrego Guariroba, em Campo Grande
Começa recuperação do Córrego Guariroba, em Campo Grande
População de Corumbá vivencia pegada ecológica
População de Corumbá vivencia pegada ecológica
Programa Madeira é Legal mostra resultados
Programa Madeira é Legal mostra resultados
Presidenciáveis assumem compromisso em defesa das florestas
Presidenciáveis assumem compromisso em defesa das florestas
Capital internacional move reforma do Código Florestal brasileiro
Capital internacional move reforma do Código Florestal brasileiro
Clima: Brasil não assume novos compromissos
Clima: Brasil não assume novos compromissos
Países do G8 estão lentos demais na corrida contra as mudanças climáticas
Países do G8 estão lentos demais na corrida contra as mudanças climáticas
20 capitais brasileiras apagam suas luzes pela Hora do Planeta
20 capitais brasileiras apagam suas luzes pela Hora do Planeta