Aguarde...

Sony reduzirá emissões de gás carbônico graças a acordo com a Rede WWF




A empresa Sony comprometeu-se a reduzir suas emissões de gás carbônico em todas as subsidiárias e unidades de produção no mundo, como parte de um acordo com a Rede WWF. No anúncio, divulgado recentemente em Tóquio, a Sony compromete-se a reduzir as emissões de CO2 em 7 por cento até 2010. Em 2000, elas chegaram a 2.183.765 toneladas.

O objetivo da corporação é aumentar a eficiência energética em todas as fábricas, substituindo o petróleo por fontes de energia renovável e gás natural (cujo uso resulta numa menor emissão de CO2 em relação ao petróleo e ao carvão). A Sony também substituirá os gases utilizados em seu sistema de produção por alternativas mais ambientalmente amigáveis.

“A Sony realiza um esforço para cumprir o compromisso assumido na Iniciativa de Conservação Energética da Rede WWF, com a adoção de uma série de medidas conjuntas”, disse Naofumi Hara, Vice-presidente da Sony. “A empresa colaborará com vários grupos a fim de evitar o aquecimento global”.

Num passo além do compromisso acordado, a Sony anunciou que aumentará a eficiência energética de seus produtos. O objetivo de reduzir as emissões de CO2 provenientes dos produtos foi acordado entre as organizações, e uma estratégia de conscientização dos consumidores também será traçada.

“Sony é a primeira empresa de produtos eletrônicos a adotar uma medida de responsabilidade corporativa nesse nível”, disse Jennifer Morgan, Diretora do Programa de Mudanças Climáticas do WWF Internacional. “A corporação deseja realizar o maior esforço possível em termos de eficiencia energética, para benefício de clientes, de seu próprio negócio e para o futuro do planeta”.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (0)

Álbum de fotos (0)

Marcadores

Comentários



O alerta que vem do cerrado
O alerta que vem do cerrado
WWF-Brasil participa das celebrações do Dia da Mata Atlântica
WWF-Brasil participa das celebrações do Dia da Mata Atlântica
Ignorar a Ciência é agir contra o Brasil
Ignorar a Ciência é agir contra o Brasil
WWF-Brasil: 15 anos dedicados ao ser humano e à natureza
WWF-Brasil: 15 anos dedicados ao ser humano e à natureza
Florestar PIC Natureza resulta em aumento da Mata Atlântica com produção agroecológica
Florestar PIC Natureza resulta em aumento da Mata Atlântica com produção agroecológica
Pantaneira ganha prêmio
Pantaneira ganha prêmio
WWF-Brasil lança coleção de camisetas confeccionadas em PET reciclável
WWF-Brasil lança coleção de camisetas confeccionadas em PET reciclável
Para curar as feridas da terra
Para curar as feridas da terra
Pegada Ecológica das cidades é tema de debate na USP
Pegada Ecológica das cidades é tema de debate na USP
Concurso do WWF-Brasil leva vencedor ao Acre
Concurso do WWF-Brasil leva vencedor ao Acre
Programa Madeira é Legal mostra resultados
Programa Madeira é Legal mostra resultados
Cientistas discutem reforma do Código Florestal e apontam falhas no substitutivo de Aldo Rebelo
Cientistas discutem reforma do Código Florestal e apontam falhas no substitutivo de Aldo Rebelo
WWF-Brasil assina nota de repúdio às declarações do presidente Lula
WWF-Brasil assina nota de repúdio às declarações do presidente Lula
Dois projetos de MDL são selecionados para receber apoio do Gold Standard
Dois projetos de MDL são selecionados para receber apoio do Gold Standard
Empresas se unem pela biodiversidade
Empresas se unem pela biodiversidade
Agricultura não precisa ampliar fronteiras para crescer
Agricultura não precisa ampliar fronteiras para crescer
Último acampamento da equipe no rio Sucunduri
Último acampamento da equipe no rio Sucunduri
Debate entre o velho e o novo
Debate entre o velho e o novo
Mudanças climáticas exigem ações urgentes de adaptação
Mudanças climáticas exigem ações urgentes de adaptação
WWF convida empresas para refletir sobre mudanças climáticas
WWF convida empresas para refletir sobre mudanças climáticas