Aguarde...

Quatro dias para o apagar das luzes. O que você vai fazer durante a Hora do Planeta?




Muita gente está mobilizada para a Hora do Planeta 2012. 14 capitais brasileiras, além de muitas empresas, organizações, artistas, um astronauta e até a Organização das Nações Unidas apoiam o movimento global em defesa do meio ambiente.  Não fique de fora e mobilize sua comunidade.

Faltam quatro dias para o maior movimento global pelo meio ambiente. No próximo sábado, dia 31 de março, das 20h30 às 21h30, milhões de pessoas irão apagar as luzes de suas casas para mostrar que se preocupam com o aquecimento global e todos os problemas ambientais que enfrentamos.

No Brasil, 13 capitais brasileiras confirmaram sua participação e irão, junto com cidades no mundo inteiro, desligar a iluminação de seus monumentos.

No Rio de Janeiro, cidade oficial da Hora do Planeta no Brasil, o Cristo Redentor ficará pelo quarto ano consecutivo apagado por uma hora. A orla da praia de Copacabana, os Arcos da Lapa, o Arpoador, o Monumento aos Pracinhas, a Igreja da Penha e a Catedral Metropolitana, também ficarão no escuro.

Quem estiver na cidade, poderá participar do evento oficial da Hora do Planeta organizado pelo WWF-Brasil no Parque Garota de Ipanema, que contará com exibição de filme, debates, oficinas, música e apresentações de dança e circo a partir das 17h30.

São Paulo também vai participar do evento apagando o Monumento às Bandeiras, a Ponte Estaiada, o Obelisco Do Ibirapuera, Monumento às Bandeiras, Teatro Municipal, Biblioteca Mário de Andrade, Arcos do Anhangabaú e o Estádio do Pacaembu.

Campo Grande (MS), Natal (RN), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Florianópolis (SC), Salvador (BA), São Luís (MA), Palmas (TO), Aracaju (SE), Porto Alegre (RS), Vitória (ES) e Rio Branco (AC) e outras 54 cidades também estão engajadas e participarão do ato simbólico.

Cada vez mais longe:
A cada ano, a Hora do Planeta consegue alcançar um número maior de pessoas e fazer com que a mensagem da necessidade de cuidar da natureza seja reforçada. Em 2012, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon convidou as pessoas, organizações e empresas de todo o mundo a participarem da Hora do Planeta, e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente aderiu ao movimento. 

Pela primeira vez na história da Hora do Planeta, este ano o apagar das luzes em diversas regiões do mundo será registrado diretamente do espaço sideral.  O movimento irá alcançar a Estação Espacial Internacional (ISS na sigla em inglês), onde o astronauta e embaixador da Rede WWF, André Kuipers, irá vigiar nosso planeta no momento em que as luzes forem desligadas na noite de 31 de março.


Empresas

Iniciativas de empresas também vão animar a Hora do Planeta 2012. A TIM, em linha com sua gestão sustentável, vai participar e patrocinar, mais uma vez, essa grande mobilização. Milhões de clientes da operadora serão convidados a fazer parte da Hora do Planeta, por meio de mensagens de texto (SMS), além da divulgação feita por meio do twitter e do site da TIM.

A rede de supermercados Pão de Açúcar também é patrocinadora da Hora do Planeta 2012 e vai desenvolver ações em todas as suas 145 lojas. Como nos anos anteriores, a rede orientou seus colaboradores a desligarem as esteiras, as luzes das áreas administrativas e a rádio interna.

Além deles, a Rádio Eldorado está mobilizada e é a rádio oficial da Hora do Planeta. Quem sintonizar a rádio ouvirá mensagens de artistas como Zeca Baleiro, Luciana Mello, Jair Rodrigues, Marina Person e Patrícia Palumbo, convidando os ouvintes a aderir à campanha Hora do Planeta 2012 e informando dicas sobre o que fazer das 20h30 ás 21h30, do dia 31.

Programações. Participe!

Em Manaus, o movimento Pedala Manaus - uma iniciativa de um grupo de estudantes do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) – organizou uma pedalada de 15 quilômetros durante a Hora do Planeta, saindo do complexo viário Gilberto Mestrinho (antiga bola do Coroado) até o Teatro Amazonas.  Além disso, o grupo A Torcida do Amazonas acenderá cerca de 2 mil velas ao redor da lagoa do Parque Lagoa do Japiim. 

Na cidade de Pedreiras, no Maranhão, a iniciativa de participar da Hora do Planeta partiu do Grupo Civil de Ativistas Ambientais Tupinikins, formado por professores, acadêmicos, estudantes secundaristas e pesquisadores, entre outros estudiosos com a finalidade de lutar a favor das causas ambientais. Assim, no dia 31 de março, ficarão às escuras a Av. Rio Branco, a Praça Cinquentenário e a Praça Côrrea de Araújo.

Além disso, a rede Meliá, o hotel Sheraton Barra, e muitos outros grupos estão organizando sua programação para o dia 31 de março, às 20h30. Procure saber o que vai acontecer na sua cidade, junte-se ao grupo ou organize sua própria programação com seus amigos e colegas. Além disso, aproveite que vai participar deste ato simbólico e coloque em prática atitudes mais sustentáveis.



Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Partidos suíços pedem que não haja retrocesso em lei florestal brasileira
Partidos suíços pedem que não haja retrocesso em lei florestal brasileira
Operações do Ibama na Terra do Meio reforçam presença oficial na Amazônia e podem representar avanço na política ambiental para a região
Operações do Ibama na Terra do Meio reforçam presença oficial na Amazônia e podem representar avanço na política ambiental para a região
Meio ambiente: voluntários visitam experiência do Córrego Urubu, no DF
Meio ambiente: voluntários visitam experiência do Córrego Urubu, no DF
Carta da Terra deve integrar políticas e leis brasileiras
Carta da Terra deve integrar políticas e leis brasileiras
ONGs ambientalistas discutem com Carlos Minc Pacto pela Valorização da Floresta e pelo Fim do Desmatamento na Amazônia
ONGs ambientalistas discutem com Carlos Minc Pacto pela Valorização da Floresta e pelo Fim do Desmatamento na Amazônia
Cientistas do Inpa pedem mais atenção, no texto do Código Florestal, para áreas úmidas e Áreas de Preservação Permanente
Cientistas do Inpa pedem mais atenção, no texto do Código Florestal, para áreas úmidas e Áreas de Preservação Permanente
Código Florestal: mobilização pode barrar retrocesso
Código Florestal: mobilização pode barrar retrocesso
WWF-Brasil concorre ao prêmio GreenBest
WWF-Brasil concorre ao prêmio GreenBest
Pesquisadores avaliam impactos sócio-econômicos da pesca profissional no Pantanal
Pesquisadores avaliam impactos sócio-econômicos da pesca profissional no Pantanal
Reunião definirá prazos para criação de unidades de conservação em Bertioga
Reunião definirá prazos para criação de unidades de conservação em Bertioga
Negociadores do clima finalmente concordam:mas só sobre o que eles não concordam
Negociadores do clima finalmente concordam:mas só sobre o que eles não concordam
Produzindo carne com mais eficiência e menos impacto no Pantanal
Produzindo carne com mais eficiência e menos impacto no Pantanal
Conheça a Exposição Itinerante Água Para a Vida, Água Para Todos
Conheça a Exposição Itinerante Água Para a Vida, Água Para Todos
Rede Plaza Brasília Hotéis também estará de luzes apagadas, neste sábado
Rede Plaza Brasília Hotéis também estará de luzes apagadas, neste sábado
Semana do Meio Ambiente
Semana do Meio Ambiente
Onça, urubu e como mudanças no Código Florestal podem afetar sua vida.
Onça, urubu e como mudanças no Código Florestal podem afetar sua vida.
Coletivo Purus denuncia violência contra lideranças extrativistas no Sul do Amazonas
Coletivo Purus denuncia violência contra lideranças extrativistas no Sul do Amazonas
Concurso estimula inovações tecnológicas com foco em meio ambiente
Concurso estimula inovações tecnológicas com foco em meio ambiente
WWF-Brasil assina nota de repúdio às declarações do presidente Lula
WWF-Brasil assina nota de repúdio às declarações do presidente Lula
WWF-Brasil e Governo do Acre lançam estudo sobre incentivos por serviços ambientais
WWF-Brasil e Governo do Acre lançam estudo sobre incentivos por serviços ambientais