Aguarde...

População de Corumbá vivencia pegada ecológica




Por Geralda Magela

Corumbá (MS) - O tema Pegada Ecológica não podia ser mais adequado para uma população que há mais de duas semanas vem sofrendo com as queimadas. O fogo que vem destruindo as matas e cordilheiras ao longo do rio Paraguai e em todo o município de Corumbá (MS) cobre a cidade com uma névoa cinza, mudando a paisagem do lugar e causando revolta na população.

Esse triste cenário acabou servindo de exemplo prático para o coordenador do Programa para Sociedades Sustentáveis do WWF-Brasil, Irineu Tamaio, na palestra sobre Pegada Ecológica, realizada nesta quinta-feira (21) na Casa do Artesão, em Corumbá.

A apresentação foi realizada durante o encontro organizado pela Associação de Mulheres Amor-Peixe e pelo WWF-Brasil com parceiros da associação, Prefeitura de Corumbá e a comunidade local, durante todo o dia. O evento teve a participação dos artesãos, de escolas e da comunidade em geral.

Na palestra, Irineu Tamaio apresentou a metodologia da Pegada Ecológica e deu dicas para ajudar na sua redução. Entre elas, eliminar o uso de sacolas plásticas, diminuir o consumo de água e de energia, reciclar o lixo e evitar as queimadas sem controle, que tanto contribuiem para a emissão de gases de efeito estufa, que gera o aquecimento global. ”Temos que rever e mudar o nosso hábito ou estilo de vida”, disse Tamaio.

De acordo com educador ambiental, além de nos apropriarmos dos recursos naturais, nós humanos geramos muito lixo, resultado principalmente do consumo sem limites. “A riqueza ecológica é um patrimônio para a manutenção da nossa própria vida. Quando destruímos esse patrimônio estamos prejudicando a nós mesmos”, destacou.

Esses efeitos já estão sendo sentidos pela população de Corumbá, que há mais de duas semanas vem sofrendo com os problemas causados pelas queimadas.
 
O fogo descontrolado se alastra pelas matas, encostas e cordilheiras ao longo do rio Paraguai e em vários outros pontos do município. Segundo informações noticiadas na imprensa local, foram registrados mais de 800 focos de incêndio no município só no mês de maio.

Muitos deles estão muito próximos à cidade. Além da enorme perda de biodiversidade nas áreas atingidas, as queimadas causam doenças respiratórias na população. As queimadas são responsáveis pela emissão de CO2 na atmosfera, um dos principais gases de efeito estufa que contribuem para o aquecimento global.

Ainda dá tempo
Irineu Tamaio destacou que embora a situação ambiental seja grave, ainda é possível reverter esse quadro e cabe a cada um fazer a sua parte. ”É importante repensar o nosso consumo, tornado-o mais consciente e responsável para evitar o colapso de todas as formas de vida na terra. Ainda dá tempo. Mas é preciso agir rápido”, finalizou, destacando que essa mudança depende da consciência e atitude de cada um.

A mensagem foi captada pela estudante Aline Matos, aluna do 8º ano da Escola Cássio Leite de Barros. Ela conta que aprendeu muito com a palestra. “Foi muito legal saber essas coisas e me conscientizar mais sobre a importância de conservar o meio ambiente. Aline se surpreendeu quando fez o teste da pegada e obteve o resultado.” Eu achava que fazia a minha parte, mas descobri que ainda é muito pouco. Preciso fazer mais”, afirmou a estudante que pretende ficar mais atenta daqui para frente.

O colega Lucas Jorge disse que aprendeu sobre a importância de economizar energia e água e de separar o lixo. Ele também está preocupado com as queimadas ao redor de Corumbá. “Vivemos em uma cidade rodeada de belezas naturais. Temos que conscientizar as pessoas a não fazerem queimadas, colocando em risco as matas e prejudicando a saúde de que quem vive aqui”, comentou.

Conservação na escola
De acordo com a professora Isabela Xavier, ainda falta uma maior conscientização das pessoas em relação à atitude individual e os reflexos dessa atitude para o meio ambiente como um todo. “Vivemos no Pantanal, um lugar que é Patrimônio Natural da Humanidade. Temos que preservar esse patrimônio que é de todos nós”, ressaltou a professora.

Isabela está buscando fazer a sua parte com pequenas atitudes transformadoras. Na escola onde dá aula, desenvolve um trabalho de compostagem com os alunos. O material obtido é usado no jardim da escola e outra parte é levada pelos alunos para suas casas. O trabalho acabou despertando nos estudantes o gosto pela experimentação e estimulando o intercâmbio de conhecimento.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (2)

Álbum de fotos (2)

Marcadores

Comentários



WWF-Brasil, prefeitura e o governo de São Paulo firmam parceria para calcular a Pegada Ecológica
WWF-Brasil,  prefeitura e o governo de São Paulo firmam parceria para calcular a  Pegada Ecológica
Integração com locais fortalece sensibilização pela conservação
Integração com locais fortalece sensibilização pela conservação
Senado não deve chancelar legislação florestal desfigurada
Senado não deve chancelar legislação florestal desfigurada
Reputações climáticas de Merkel e Tusk viram fumaça
Reputações climáticas de Merkel e Tusk viram fumaça
WWF-Brasil: campanha relâmpago por vetos à MP da Grilagem na Amazônia
WWF-Brasil: campanha relâmpago por vetos à MP da Grilagem na Amazônia
Trabalho de conservação da Rede WWF chega ao Google Earth
Trabalho de conservação da Rede WWF chega ao Google Earth
DE OLHO NO CLIMA: Estados Unidos pisam na bola em Bonn
DE OLHO NO CLIMA: Estados Unidos pisam na bola em Bonn
Uma boa notícia para o meio ambiente: chega ao mercado o 1º açúcar sustentável
Uma boa notícia para o meio ambiente: chega ao mercado o 1º açúcar sustentável
Expedição científica pode gerar novas descobertas para a Ciência
Expedição científica pode gerar novas descobertas para a Ciência
Nota de falecimento - Conselheiro Sidnei Basile
Nota de falecimento - Conselheiro Sidnei Basile
Ministério Público Federal abre discussão na PGR e alerta para inconstitucionalidade do Código Florestal
Ministério Público Federal abre discussão na PGR e alerta para inconstitucionalidade do Código Florestal
Carta de entidades da sociedade civil ao Senado Federal
Carta de entidades da sociedade civil ao Senado Federal
WWF-Brasil e IPÊ lançam livro sobre capacitação em gestão de Unidades de Conservação
WWF-Brasil e IPÊ lançam livro sobre capacitação em gestão de Unidades de Conservação
Empresas assumem papel primordial na mobilização para a Hora do Planeta 2010
Empresas assumem papel primordial na mobilização para a Hora do Planeta 2010
ONGs ambientalistas discutem com Carlos Minc Pacto pela Valorização da Floresta e pelo Fim do Desmatamento na Amazônia
ONGs ambientalistas discutem com Carlos Minc Pacto pela Valorização da Floresta e pelo Fim do Desmatamento na Amazônia
"Marcha a ré" contra os retrocessos na legislação ambiental leva 5 mil pessoas às ruas do RJ
"Marcha a ré" contra os retrocessos na legislação ambiental leva 5 mil pessoas às ruas do RJ
Já estamos na região amazônica
Já estamos na região amazônica
Tempo de estudar
Tempo de estudar
Acre: Certificação por boas práticas na agricultura já beneficia produtor
Acre: Certificação por boas práticas na agricultura já beneficia produtor
WWF-Brasil promove eventos paralelos durante o V Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação
WWF-Brasil promove eventos paralelos durante o V Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação