Aguarde...

Pesquisadores da USP criam cimento ecológico que reduz em 40% as emissões de CO2


Um grupo de 20 pesquisadores da USP criou um novo tipo de cimento, cuja fórmula reduz pela metade a emissão de dióxido de carbono em sua produção. A alternativa criada pelos brasileiros pode ser decisiva para métodos de construção mais sustentáveis nos próximos anos, quando devem se intensificar as atividades da construção civil.

A versão ecológica desenvolvida na Universidade de São Paulo substitui um material encontrado na “receita” do cimento por outro mais simples, que não precisa ser aquecido em forno para ser produzido. Assim, os pesquisadores evitaram a matéria-prima do cimento convencional, conhecida como clínquer, e aumentaram o uso de um ingrediente alternativo, chamado filler, que exclui o processo de aquecimento.

Ao substituir o clínquer, – mistura de argila e calcário –  o material de construção sustentável dispensou 95% das emissões de carbono emitidas para produzir o cimento convencional, que também tem um gasto de energia 80% maior do que a versão ecológica. 

Para Vanderley John, professor da Poli-USP, o objetivo é reduzir o clínquer e aumentar o filler, composto de pó de calcário cru superfino que dispensa o uso do forno para ser convertido em cimento. "O filler é uma matéria-prima mais simples, que exige estrutura menor da indústria e dispensa o uso de forno em uma das etapas de produção", explica o professor, que também diz que, atualmente, a produção de cimento convencional responde por 5% do total de dióxido de carbono emitido na atmosfera.

O novo cimento pode ser uma saída para o planeta, uma vez que, segundo especialistas, a demanda pelo material de construção vai mais do que dobrar até 2050 no mundo inteiro, em comparação com os índices atuais. No entanto, os criadores temem que a indústria resista à alternativa sustentável, que pode abaixar o preço para o consumidor final. No caso, as indústrias consumiriam menos energia, abaixando os custos de produção.

Já existem empresas interessadas no produto, testado apenas em laboratório. "Tomando como base apenas o cimento brasileiro, a tecnologia da Poli poderia fazer cair a emissão para cerca de 360 kg de CO2 por tonelada de cimento, ou seja, 40% a menos", revelou o professor Vanderley John, em declaração ao portal de notícias G1.

Fonte: CicloVivo


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Empresa japonesa desenvolve minicarro elétrico que pode ser controlado por smartphone
Empresa japonesa desenvolve minicarro elétrico que pode ser controlado por smartphone
Designer canadense transforma taças quebradas em luminárias
Designer canadense transforma taças quebradas em luminárias
Como evitar o desperdício de água nas empresas
Como evitar o desperdício de água nas empresas
Combustível de bactéria é quase mil vezes mais eficiente que biodiesel
Combustível de bactéria é quase mil vezes mais eficiente que biodiesel
Cola sem solventes é desenvolvida por engenheira química brasileira
Cola sem solventes é desenvolvida por engenheira química brasileira
Pesquisadores norte-americanos desenvolvem combustível de CO2
Pesquisadores norte-americanos desenvolvem combustível de CO2
Autoridades sauditas permitem que mulheres andem de bicicleta
Autoridades sauditas permitem que mulheres andem de bicicleta
Medo de acidentes e transpiração impedem paulistanos de ir ao trabalho de bicicleta
Medo de acidentes e transpiração impedem paulistanos de ir ao trabalho de bicicleta
Saiba como e onde os LEDs devem ser utilizados
Saiba como e onde os LEDs devem ser utilizados
Conheça os remédios naturais mais eficientes
Conheça os remédios naturais mais eficientes
História sobre fogões ecológicos brasileiros vence concurso internacional
História sobre fogões ecológicos brasileiros vence concurso internacional
Ação com idosos de favela carioca é exemplo internacional de cidadania
Ação com idosos de favela carioca é exemplo internacional de cidadania
Inglês constrói escritório flutuante para estudar impactos das mudanças climáticas
Inglês constrói escritório flutuante para estudar impactos das mudanças climáticas
Obama usa Twitter para cobrar apoio do Congresso contra mudanças climáticas
Obama usa Twitter para cobrar apoio do Congresso contra mudanças climáticas
Deputados aprovam relatório em defesa dos índios Guarani-Kaiowá
Deputados aprovam relatório em defesa dos índios Guarani-Kaiowá
Escritório chinês cria "casa-bike"
Escritório chinês cria "casa-bike"
Aplicativo conecta pacientes e doadores de sangue
Aplicativo conecta pacientes e doadores de sangue
Autoridade olímpica visita Baía de Guanabara e critica qualidade da água
Autoridade olímpica visita Baía de Guanabara e critica qualidade da água
Ciclistas participam de passeios noturnos na CicloFaixa de SP
Ciclistas participam de passeios noturnos na CicloFaixa de SP
Ex-detento cria cooperativa em Brasília e lucra R$ 1 milhão ao ano
Ex-detento cria cooperativa em Brasília e lucra R$ 1 milhão ao ano