Aguarde...

Pescando Letras e preservando o meio ambiente




Eles fazem parte de uma família que se dedica integralmente à pesca. São a exuberante natureza e a biodiversidade dos rios pantaneiros que proporcionam a eles os recursos para viver. No dia 31 de maio, Dona Isolina Xavier Bandeira (61 anos) e o marido Joaquim Lopes Bandeira (71 anos) estavam ao lado de cinco filhos, dois genros e uma nora na solenidade de diplomação do curso de alfabetização “Pescando Letras”. Ao todo, 46 pescadores receberam o diploma em 2005 no município de Miranda, estado do Mato Grosso do Sul.

O projeto Pescando Letras conta com o apoio do Programa Pantanal para Sempre por meio do Programa Natural Livelihood Resources and Poverty Alleviation (NLRPA) desde 2004. É realizado em articulação pela Secretaria de Aqüicultura e Pesca da Presidência da República, Secretaria de Educação do Município de Miranda (MS) e Escola Municipal XV de Outubro.

Foram três meses de aulas no período de proibição da pesca no Pantanal. O meio ambiente foi o tema principal e o motor para incentivar esses adultos que não tiveram oportunidade de estudar nas escolas tradicionais a se dedicar aos estudos e a aprender a ler e a escrever, mesmo que mais tarde.

A presença de três professores familiarizados com a realidade local, entre eles Janete Correa, presidente da Associação Arte Peixe, também contribuiu para que os alunos fossem perseverantes e não abandonassem os estudos. Janete, além dos conhecimentos de pescadora, também levou para a sala de aula sua sensibilidade de artesã que recicla pele e escamas de peixe, transformando-os em artesanato que vende para obter mais renda para a família.

Nesse ambiente familiar, com assuntos do dia-a-dia, não foi difícil aprender. Entre as tarefas finais estava a de produzir textos e dona Isolina não deixou por menos. Buscou na sua história de vida a inspiração para o discurso de encerramento da formatura e falou sobre a necessidade de trabalhar para sobreviver, a convivência com a natureza e a necessidade de cuidar dela para que os netos e bisnetos também possam usufruir. “É triste ver as latinhas de cerveja boiando no rio. Quando você tem consciência não joga lixo no rio, cuida dele”, afirma.

A professora Janete Correa comenta que o projeto está despertando o interesse de mais pescadores a cada ano. Para o próximo curso, de novembro de 2006 a fevereiro de 2007, já há 65 inscritos. “Essas pessoas não tiveram oportunidade de estudar por causa do trabalho. E sabem que não podem perder a oportunidade de aprender a ler e a escrever. Isso faz diferença. Eles se tornam mais independentes e cidadãos ”, afirma.

Janete explica que desde 2004 aproveita os cadernos de atividades em educação ambiental fornecidos pelo WWF-Brasil. Para 2006,estão planejando criar uma disciplina específica de sobre meio ambiente para abordar mais profundamente o tema. “Vamos convidar especialistas a dar palestras, diversificar as atividades. Temos de preservar hoje para não reclamar amanhã. Os pescadores trabalham diretamente no rio. Também precisam de informações”, finaliza.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Evento público na Praça do Rádio marca a Hora do Planeta em Campo Grande (MS)
Evento público na Praça do Rádio marca a Hora do Planeta em Campo Grande (MS)
WWF-Brasil lança estratégia de desenvolvimento em Apuí (AM)
WWF-Brasil lança estratégia de desenvolvimento em Apuí (AM)
Olhares sobre a Água e o Clima: conheça os trabalhos premiados
Olhares sobre a Água e o Clima: conheça os trabalhos premiados
WWF-Brasil e HSBC comemoram conquistas do Programa Água para a Vida em dez anos de parceria
WWF-Brasil e HSBC comemoram conquistas do  Programa Água para a Vida em dez anos de parceria
Comitê afirma que veto parcial mantém florestas sob risco
Comitê afirma que veto parcial mantém florestas sob risco
Projeto de manejo do pirarucu apresenta resultados positivos
Projeto de manejo do pirarucu apresenta resultados positivos
Para WWF, países devem se mirar nos exemplos de sustentabilidade apresentados na Rio+20
Para WWF, países devem se mirar nos exemplos de sustentabilidade apresentados na Rio+20
Especialistas discutem financiamento para gestão florestal
Especialistas discutem financiamento para gestão florestal
Efeito estufa preocupa empresas do setor financeiro
Efeito estufa preocupa empresas do setor financeiro
Concurso do WWF-Brasil leva vencedor ao Acre
Concurso do WWF-Brasil leva vencedor ao Acre
Mudanças Climáticas: agir é mais que necessário, é urgente
Mudanças Climáticas: agir é mais que necessário, é urgente
Seminário promove avanços na mobilização de melhores práticas para a gestão de mosaicos de áreas protegidas
Seminário promove avanços na mobilização de melhores práticas para a gestão de mosaicos de áreas protegidas
ONGs se mobilizam contra nova tentativa de derrubada do Código Florestal
ONGs se mobilizam contra nova tentativa de derrubada do Código Florestal
Presidente da Associação Amor-Peixe participa de encontro com Lula
Presidente da Associação Amor-Peixe participa de encontro com Lula
WWF apoiará reservas particulares de São Paulo
WWF apoiará reservas particulares de São Paulo
Representantes do WWF-Brasil vão a jantar com Marina Silva
Representantes do WWF-Brasil vão a jantar com Marina Silva
WWF-Brasil coordena expedição científica na Terra do Meio
WWF-Brasil coordena expedição científica na Terra do Meio
Vídeos do WWF-Brasil serão exibidos em megatelão de água
Vídeos do WWF-Brasil serão exibidos em megatelão de água
Legislação florestal brasileira segue indefinida e sob risco
Legislação florestal brasileira segue indefinida e sob risco
WWF-Brasil participa de Simpósio de Áreas Protegidas
WWF-Brasil participa de Simpósio de Áreas Protegidas