Aguarde...

Participação popular tenta barrar proposta de incineração na Rio+20




Por Warner Bento Filho
Do Rio de Janeiro

O painel sobre Cidades Sustentáveis começou com uma recomendação já aprovada:aquela que tinha sido a mais votada pelos internautas nos dias que antecederam o painel – recomendação para que os “dejetos” sejam aproveitados para a geração de energia “renovável” em ambientes urbanos.Mas da maneira como estava redigida, a proposta abria a possibilidade do uso de incineradores para a queima de resíduos sólidos urbanos para a geração de energia.

Integrantes do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) esclareceram que a proposta possibilitava a incineração de resíduos recicláveis e orgânicos, prática condenável pela emissão de poluentes, pelo desperdício de materiais e porque impede o trabalho dos catadores.

“Precisa ficar claro de quais materiais estamos falando nessa recomendação. Não podemos queimar materiais recicláveis para gerar energia, porque isso não é sustentável”, disse o líder do MNCR Roberto Laureano da Rocha.

A questão ganhou apoio do público e a mesa acabou aceitando que se fizesse uma ressalva na recomendação – de que é necessário discriminar que tipos de materiais podem ser aproveitados para a geração de energia e como.

O WWF-Brasil se opõe à incineração de resíduos e participa de coalização mundial contra a prática, junto com o MNCR. “Defendemos a redução, reuso e reutilização dos resíduos recicláveis e o aproveitamento da fração orgânica para a geração de biogás e para a compostagem”, esclareceu o coordenador do programa Educação para Sociedades Sustentáveis do WWF-Brasil, Fábio Cidrin.

Modelo

Os painelistas fizeram críticas ao modelo econômico que organiza os centros urbanos. “Não haverá cidades sustentáveis se não se trocar a cidade do dinheiro pela cidade das pessoas e da natureza”, disse o mexicano Enrique Ortiz, ex-presidente da Habitat Coalition International (HCI). “Não se faz uma cidade sustentável só com painéis solares e separação de lixo. É preciso ter uma cidade onde o dinheiro não seja mais importante que as pessoas”, completou.

Jaime Lerner, ex-prefeito de Curitiba e ex-governador do Paraná, disse que as cidades precisam repensar os sistemas de transporte. “Cerca de 75% das emissões de carbono se originam nas cidades e metade disso é emitida pelos carros. O carro é o cigarro coletivo”, disse.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Confirmado o clima de expectativa nos primeiros dias da COP 11
Confirmado o clima de expectativa nos primeiros dias da COP 11
Código Florestal: Senador adia leitura do relatório na Comissão de Meio Ambiente
Código Florestal: Senador adia leitura do relatório na Comissão de Meio Ambiente
Setor florestal e ONGs ambientais apresentam propostas para Código Florestal
Setor florestal e ONGs ambientais apresentam propostas para Código Florestal
Uma reunião atrás da outra
Uma reunião atrás da outra
Menos lixo, mais vida
Menos lixo, mais vida
Senadores apoiam incentivos econômicos à manutenção e recomposição de APPs
Senadores apoiam incentivos econômicos à manutenção e recomposição de APPs
WWF-Brasil alerta: elevação nos preços de produtos agrícolas já impulsiona alta no desmatamento
WWF-Brasil alerta: elevação nos preços de produtos agrícolas já impulsiona alta no desmatamento
Lendas e mitos da região
Lendas e mitos da região
Água: fonte de vida
Água: fonte de vida
WWF-Brasil: interesses nacionais não podem sobrepujar necessidades do planeta
WWF-Brasil: interesses nacionais não podem sobrepujar necessidades do planeta
Áreas úmidas: mudanças no Código Florestal condenam ambiente e modos de vida à devastação
Áreas úmidas: mudanças no Código Florestal condenam ambiente e modos de vida à devastação
Comitê afirma que veto parcial mantém florestas sob risco
Comitê afirma que veto parcial mantém florestas sob risco
Associação Amor-peixe é destaque no programa do Faustão
Associação Amor-peixe é destaque no programa do Faustão
Entidades civis e empresas se unem para combater a devastação ambiental e o trabalho escravo na produção de carvão vegetal
Entidades civis e empresas se unem para combater a devastação ambiental e o trabalho escravo na produção de carvão vegetal
“Ação Faça a Diferença” do WWF-Brasil chega ao Rio de Janeiro
“Ação Faça a Diferença” do WWF-Brasil chega ao Rio de Janeiro
Comissão de meio ambiente aprova projeto de lei que cria estímulo fiscal para projetos ambientais
Comissão de meio ambiente aprova projeto de lei que cria estímulo fiscal para projetos ambientais
Onças, macacos, capivaras e... garimpeiros
Onças, macacos, capivaras e... garimpeiros
PRIMATAS: Cientistas encontram nova espécie de macaco
PRIMATAS: Cientistas encontram nova espécie de macaco
Exposição mostra área inexplorada da Amazônia
Exposição mostra área inexplorada da Amazônia
Melhores práticas agrícolas podem reduzir impactos sobre o Cerrado
Melhores práticas agrícolas podem reduzir impactos sobre o Cerrado