Aguarde...

Para WWF-Brasil, países devem reproduzir exemplos de sustentabilidade apresentados na Rio+20




Rio de Janeiro: No segundo dia de Rio+20, ainda são muitas as incertezas sobre como irão se desenrolar as negociações. Nesse cenário, a secretária-geral do WWF-Brasil, Maria Cecília Wey de Brito, ressalta a necessidade de se valorizar as experiências positivas apresentadas nos diversos espaços da Conferência.

“Estão sendo compartilhadas aqui, e o WWF-Brasil tem liderado muitas atividades nesse sentido, experiências que mostram um caminho possível para alcançar o modelo de desenvolvimento que queremos. Ainda estamos no começo da conferência e agora é o momento de inspirar os países a adotarem medidas práticas. A informação é fundamental para o processo de mudança da sociedade e para a sustentabilidade”, afirmou Maria Cecília.

A declaração foi feita na manhã desta quarta-feira (14), em evento organizado pelo Banco do Brasil para apresentação do Programa Água Brasil, realizado em parceria com o WWF-Brasil e que desenvolve uma série de ações de sustentabilidade, no campo e na cidade, incluindo finanças sustentáveis, boas práticas agropecuárias e consumo responsável.

Maria Cecília apresentou dados de pesquisa que o WWF-Brasil realizou com o Ibope para estudar a relação da população com a água. “O brasileiro tem visão sobre esse recurso natural que vai mudando devagar. Ele sabe que pode fazer melhor uso da água, mas não consegue fazer”, adiantou Maria Cecília. “Temos que mudar essa realidade”, disse. “E o Programa Água Brasil é uma grande oportunidade para isso”, completou.

Pegada Ecológica
Ainda com o intuito de disseminar informações e maneiras de controlar o impacto da ação humana sobre o meio ambiente, a pegada ecológica esteve novamente na pauta dos eventos do WWF-Brasil nesta quinta-feira (14).

O curso “A família das pegadas e sua aplicação”, evento fechado para o público e realizado pela Rede WWF e o WWF-Brasil no Riocentro, teve como objetivo debater as vantagens e desvantagens dos indicadores do cálculo do consumo dos recursos naturais do planeta - Pegada Ecológica, Pegada Hídrica e Pegada de Carbono – e assim informar o público e os tomadores de decisão sobre como medir os impactos ao meio ambiente.

“O tema da Pegada Ecológica vem ganhando um espaço no trabalho do WWF-Brasil como uma ferramenta para discutir o consumo nas cidades e melhorar o planejamento e a gestão ambiental nas áreas urbanas. Campo Grande foi a primeira cidade a fazer esse cálculo em parceria conosco, São Paulo também aderiu e esperamos que esse exemplo se espalhe”, afirmou Michael Becker, coordenador do Programa Cerrado e Pantanal do WWF-Brasil.

O resultado do estudo da capital e do estado de São Paulo foi lançado nesta quarta-feira, dia 13, como parte da programação de eventos paralelos da Rio+20.

Confira a programação de eventos do WWF-Brasil para esta sexta-feira, 15 de junho de 2012:

- 10h30 – Painel “Preparando Líderes Verdes” e Lançamento da publicação “Pequeno Guia de Consumo em um mundo pequeno”. Fundação Planetário. Evento aberto ao público. WWF-Brasil como participante. Organização: Instituto Humanitare/UNESCO, Instituto Supereco, Prefeitura RJ e parceiros. A publicação é uma iniciativa do Programa Água Brasil, desenvolvido em parceria com Banco do Brasil, Fundação Banco do Brasil e Agência Nacional de Águas, além do WWF-Brasil, e traz dicas simples para o dia a dia com o objetivo de diminuir nosso impacto sobre os recursos naturais.

– 14h30 - Apresentação da Estratégia Nacional de Ampliação e Consolidação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Data: 15 de junho. 14:30 às 19:00. Local: Auditório 04, Pavilhão CNO, Parque dos Atletas. Organização: DAP/MMA. Participação WWF-Brasil: apresentação da Análise da Efetividade de Gestão das Unidades de Conservação Federais do Brasil (Rappam): o que aconteceu entre 2005 e 2010? - com lançamento e distribuição da publicação.

- 17h30 - Transparência e ação na economia verde: Como cidades e setor privado podem trabalhar juntos para promover a mudança (Transparency and action in the green economy: How cities and the private sector can work together to create change on the ground). 17:30 às 19:00. Riocentro Sala T-6. Organização: WWF e Banco Mundial. Apenas para inscritos oficialmente na Conferência. WWF proponente e participante. Evento em inglês.

- 19h00 - Vídeos do WWF-Brasil serão exibidos em megatelão de água na Lagoa Rodrigo de Freitas - 19h às 23h. Entre 15 e 24 de junho, equipamentos especiais projetarão vídeos em uma tela d'água com 600 metros quadrados na Lagoa Rodrigo de Freitas. A programação traz produções da Rede WWF e do WWF-Brasil. As projeções acontecerão sempre das 19h às 23h, próximo ao Parque do Cantagalo. O foco é a proteção da água, das nascentes e dos rios, mas arte, cultura, inovação e sustentabilidade também estarão "em cartaz". Mais informações em www.aqualume.com.br. Apoiadores da atividade: Movimento Cyan (www.movimentocyan.com.br) /Ambev, parceiros do WWF-Brasil.


Fique ligado: Código Florestal na Rio +20

- “Avaliação da Luta contra o Código Florestal e perspectivas para o próximo período”. No dia 16
, das 16:30 às 18:30h, na Plenária 5 da Cúpula dos Povos. O evento debaterá os efeitos do Código Florestal aprovado pelo Congresso Nacional e Governo, destacando os prejuízos que ele representa às florestas e à sociedade brasileira.


Mesa: dom Guilherme Werlang (CNBB), Mário Mantovani (SOS Mata Atlântica), Maria Cecília Wey de Brito (WWF-Brasil), Raul Valle (ISA), Marina Silva, Pablo Solon (Fundação Focus), João Paulo Capobianco (IDS), Ligia Boueres (Comitê Universitário), Paulo Adário (Greenpeace), deputado Ivan Valente (PSOL), senador Lindbergh Farias (PT), Silvia Picchioni (FBOMS), um representante da Via Campesina e o deputado Alessandro Molon (PT).

Essa é uma das atividades que as mais de 200 entidades ligadas ao Comitê Brasil em Defesa das Florestas promoverão para destacar a segunda fase da campanha pelo Código Florestal Brasileiro.

Outras atividades:

- Marcha à Ré, no dia 18 (segunda), que irá do Museu de Arte Moderna (MAM) até a sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O nome do ato simboliza o retrocesso na legislação ambiental.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Audiência no Senado, com juristas, é comentada ao vivo pelo #florestafazadiferenca
Audiência no Senado, com juristas, é comentada ao vivo pelo #florestafazadiferenca
Grifes apostam em tecidos orgânicos
Grifes apostam em tecidos orgânicos
Coquetel lança parceria entre WWF-Brasil e Companhia Athletica
Coquetel lança parceria entre WWF-Brasil e Companhia Athletica
Sistema global para reduzir emissões de aeronaves pode decolar facilmente
Sistema global para reduzir emissões de aeronaves pode decolar facilmente
Mudanças climáticas causam aquecimento das águas e ameaçam cardumes
Mudanças climáticas causam aquecimento das águas e ameaçam cardumes
Dia Internacional da Limpeza da Água
Dia Internacional da Limpeza da Água
Artistas começam a se juntar ao movimento, no Brasil. Ouça na rádio!
Artistas começam a se juntar ao movimento, no Brasil. Ouça na rádio!
Resta salvar o planeta do julgamento da História
Resta salvar o planeta do julgamento da História
Seminário promove avanços na mobilização de melhores práticas para a gestão de mosaicos de áreas protegidas
Seminário promove avanços na mobilização de melhores práticas para a gestão de mosaicos de áreas protegidas
Piquenique, cinema e Código Florestal agitam fim de semana paulistano
Piquenique, cinema e Código Florestal agitam fim de semana paulistano
WWF-Brasil lança segundo vídeo da série Testemunhas do Clima
WWF-Brasil lança segundo vídeo da série Testemunhas do Clima
Camiseta panda da Track & Field entra no ranking das mais vendidas
Camiseta panda da Track & Field entra no ranking das mais vendidas
Engajamento pela biodiversidade
Engajamento pela biodiversidade
Plantações responsáveis. Isso é possível?
Plantações responsáveis. Isso é possível?
Descobertas na Amazônia são extraordinárias: na última década, novas espécies foram encontradas a cada três dias
Descobertas na Amazônia são extraordinárias: na última década, novas espécies foram encontradas a cada três dias
Mosaico da Amazônia Meridional facilitará gestão de áreas protegidas
Mosaico da Amazônia Meridional facilitará gestão de áreas protegidas
WWF-Brasil assina nota de repúdio à proposta de acabar com a necessidade de licenciamento ambiental prévio
WWF-Brasil assina nota de repúdio à proposta de acabar com a necessidade de licenciamento ambiental prévio
Participação cidadã é debatida pelos conselheiros de Unidades de Conservação no Acre
Participação cidadã é debatida pelos conselheiros de Unidades de Conservação no Acre
NÓS E O CLIMA: Sentindo os efeitos da cheia
NÓS E O CLIMA: Sentindo os efeitos da cheia
Estados entregam à União carta de criação do Mosaico da Amazônia Meridional
Estados entregam à União carta de criação do Mosaico da Amazônia Meridional