Aguarde...

Oficina mapeia cadeia produtiva do açaí




Nos dias 29 e 30 de novembro foi realizada, no município acreano de Feijó, a oficina Cadeia produtiva do fruto e polpa de Açaí (Eutepe precatoria) no município de Feijó. O evento foi dirigido a produtores da região e gestores que trabalham com o açaí. O principal resultado obtido foi o mapeamento da cadeia de valor do açaí, que servirá como ferramenta de planejamento e de acordos coletivos para a tomada de decisão e elaboração de estratégias para o fortalecimento da cadeia produtiva de polpa e frutos.

O mapeamento servirá também para promover a sinergia de atuação entre governos, empresas, instituições de pesquisa, movimentos sociais e organizações não-governamentais que atuam nas questões florestais no Acre. A meta é aproveitar o máximo das potencialidades já construídas no estado para prospectar novas oportunidades de mercados.

De acordo com Orlando Branco, analista de conservação do WWF-Brasil, a oficina será um importante ponto de partida para que a produção, o processamento e a comercialização do fruto aconteçam de forma mais eficiente em todo o Acre, com destaque para a região de Feijó. “Foi detectada a necessidade de se estabelecer acordos com todos os atores da cadeia, a respeito de pontos mínimos de consenso que merecem atenção para viabilizar a potencialização do segmento”, avaliou.

Nesse contexto, oprincipal papel do WWF-Brasil é promover o diálogo para chegar a este entendimento coletivo. A metodologiautilizada durante as atividades do evento proporciona uma visão de aperfeiçoamento da cadeia compartilhada pelos operadores, prestadores de serviços e organismos de cooperação e um planejamento conjunto, capaz de incorporar as atividades planejadas e implementadas por outras instituições.

O WWF-Brasil também apresentou, no evento, um estudo que traça um cenário dos atores sociais que trabalham com a cadeia do açaí no Acre, com foco entre os municípios de Manuel Urbano e Feijó. O objetivo é compreender o contexto social, econômico, político-institucional e ambiental para melhor entendimento das potencialidades, oportunidades, gargalos e atores-chave que atuam na produção do fruto.

Participaram da oficina representantes de instituições operadoras e apoiadoras da cadeia produtiva do açaí, como produtores, coletores, associações locais, Sindicato dos trabalhadores Rurais de Feijó (STRF) , Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), Instituto do Meio Ambiente do Acre (Imac), Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar(Seaprof), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Prefeitura de Feijó, Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e empresas.

Para Orlando Branco, é fundamental que o processo iniciado na oficina tenha continuidade. “O evento foi um ponto de partida, introduzindo uma plataforma para o dialogo duradouro, de médio e longo prazo, entre os atores diretamente envolvidos com a cadeia produtiva. O planejamento conjunto e a sincronia das ações neste momento são os principais desafios”, concluiu.

O WWF-Brasil participou também da criação do Grupo de Operacionalização do Açaí (GOA), instalado em Feijó. Os principais encaminhamentos definidos durante o evento foram a criação e elaboração de um calendário de organização da produção do açaí pelo GOA antes do início da safra.

A ideia é possibilitar a elaboração das boas práticas de produção e manejo dos frutos do açaí nativo. Além disso, o WWF-Brasil deve fazer a articulação com os atores da cadeia para promover a formalização dos atuais processadores do açaí da região e a articulação entre os atores governamentais para garantir a melhoria do escoamento da produção do açaí na região.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (2)

Álbum de fotos (2)

Marcadores

Comentários



Almoço do Clube Corporativo acontece em São Paulo
Almoço do Clube Corporativo acontece em São Paulo
Minc sinaliza criação de novas áreas protegidas em reunião com doadores do Arpa
Minc sinaliza criação de novas áreas protegidas em reunião com doadores do Arpa
Palmas, gritos e poesia saudaram a chegada da Hora do Planeta em Manaus
Palmas, gritos e poesia saudaram a chegada da Hora do Planeta em Manaus
WWF-Brasil mostra que a floresta está na cidade
WWF-Brasil mostra que a floresta está na cidade
Gestão de unidades de conservação será analisada
Gestão de unidades de conservação será analisada
Ministério Público Federal abre discussão na PGR e alerta para inconstitucionalidade do Código Florestal
Ministério Público Federal abre discussão na PGR e alerta para inconstitucionalidade do Código Florestal
Manifestação alerta sobre riscos de mudar Código Florestal
Manifestação alerta sobre riscos de mudar Código Florestal
Brasil aprova primeiro Plano Nacional de Recursos Hídricos da América Latina
Brasil aprova primeiro Plano Nacional de Recursos Hídricos da América Latina
WWF-Brasil reúne afiliados e convidados no SPFW
WWF-Brasil reúne afiliados e convidados no SPFW
Brasil dá exemplo de conscientização e Hora do Planeta bate todos os recordes
Brasil dá exemplo de conscientização e Hora do Planeta bate todos os recordes
Parlamentares reconhecem potencial das unidades de conservação no combate às mudanças climáticas
Parlamentares reconhecem potencial das unidades de conservação no combate às mudanças climáticas
Educação contribui para a conservação do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque
Educação contribui para a conservação do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque
Parceria técnica com a Embrapa será ampliada
Parceria técnica com a Embrapa será ampliada
Amazônia por terra e pelo ar
Amazônia por terra e pelo ar
Viagem ao Tumucumaque: aventura em distâncias Amazônicas
Viagem ao Tumucumaque: aventura em distâncias Amazônicas
Sistema identifica áreas mais apropriadas para conservação
Sistema identifica áreas mais apropriadas para conservação
Nota da CNBB critica duramente as propostas de reforma do Código Florestal
Nota da CNBB critica duramente as propostas de reforma do Código Florestal
Legislação florestal brasileira segue indefinida e sob risco
Legislação florestal brasileira segue indefinida e sob risco
Entrevista: Sofia Martins Carvalho, embaixadora do Clima
Entrevista: Sofia Martins Carvalho, embaixadora do Clima
Hora do Planeta pelo mundo: Greenpeace, Microsoft sueca e Manchester United
Hora do Planeta pelo mundo: Greenpeace, Microsoft sueca e Manchester United