Aguarde...

Ministra apresenta a proposta brasileira, mas não há repercussão




Por Mauro Armelin

Dizem que a maior característica do brasileiro é sua alegria, simpatia e carisma. Todos os jornalistas e delegados de outros países que nos procuravam tinham uma pergunta em comum: “quando chega a ‘sua ministra’?”. A Ministra Marina Silva é uma unanimidade internacional, mesmo depois de o Brasil ter ganhado o prêmio “Fóssil do Dia” por tentar impedir que o protocolo seja revisto. Todos lembram de seu carisma e simplicidade.

A Ministra e a proposta brasileira de reduções compensadas estavam sendo muito esperadas em Nairóbi, mas por alguma falha de comunicação, ou organização, nem o tema e nem o nome da Ministra apareceram na programação do dia. Mesmo assim, o plenário da ONU estava bem cheio.

Após um breve discurso de abertura, quando descreveu a situação brasileira relativa ao desmatamento e às medidas do governo a Ministra frisou que “se engana quem pensa que é mais fácil reduzir as emissões oriundas do desmatamento do que as da matriz energética de um país”. Ela tem toda a razão.

Trocar uma máquina menos eficiente por uma mais limpa e moderna depende de investimentos financeiros e tecnológicos e o desenvolvimento necessário para isso nem de longe pode ser considerado barato. Mas a mesma situação se aplica ao desmatamento. Suas variáveis são tão complexas e caras quanto o desenvolvimento de novas tecnologias. E as novas tecnologias também têm um papel determinante para a redução do desmatamento, pois seu principal motor é a agropecuária. Desenvolver e disponibilizar novas de tecnologias para que a produção possa ser cada vez mais intensificada pode reduzir a necessidade de expansão da fronteira agrícola sobre as áreas florestais, sejam elas na Amazônia ou em nosso Cerrado.

Voltando à apresentação da proposta brasileira, para nossa surpresa, e até mesmo decepção, quando o presidente da mesa abriu a perguntas, a plenária ficou apática. Nenhuma pergunta foi feita. Infelizmente, a apresentação não serviu como um “termômetro” para medirmos a aceitação dos países a proposta brasileira.

Acabamos ficando com as mesmas dúvidas com que chegamos. A principal é: que país colocará dinheiro nesse mecanismo de recompensa para os países que voluntariamente reduzirem suas emissões oriundas de desmatamento?


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Início do retorno e nova parada no Molocopote
Início do retorno e nova parada no Molocopote
WWF-Brasil lança publicação sobre aves migratórias no Pantanal
WWF-Brasil lança publicação sobre aves migratórias no Pantanal
Pacto Murici lança associação pela Mata Atlântica do Nordeste
Pacto Murici lança associação pela Mata Atlântica do Nordeste
Nova campanha do WWF-Brasil é alerta para desastre ambiental
Nova campanha do WWF-Brasil é alerta para desastre ambiental
Proprietários de terras discutem criação de reservas de proteção à natureza
Proprietários de terras discutem criação de reservas de proteção à natureza
Mortes de extrativistas não podem ficar impunes
Mortes de extrativistas não podem ficar impunes
Senado pode corrigir rumos do debate sobre Código Florestal
Senado pode corrigir rumos do debate sobre Código Florestal
Apesar de conhecer como economizar água, brasileiro desperdiça valioso recurso natural
Apesar de conhecer como economizar água, brasileiro desperdiça valioso recurso natural
Mais de 50 voluntários participam do lançamento da exposição sobre água em SP
Mais de 50 voluntários participam do lançamento da exposição sobre água em SP
Organizações não-governamentais debatem principais temas ambientais com governo e setor produtivo
Organizações não-governamentais debatem principais temas ambientais com governo e setor produtivo
Wal-Mart se une à Rede Global de Floresta e Comércio do WWF
Wal-Mart se une à Rede Global de Floresta e Comércio do WWF
Vereadores de Porto Alegre repudiam reforma do Código Florestal
Vereadores de Porto Alegre repudiam reforma do Código Florestal
Amazônia no palco das discussões na Conferência de Clima
Amazônia no palco das discussões na Conferência de Clima
WWF Internacional tem novo Diretor-Geral
WWF Internacional tem novo Diretor-Geral
Vigília permanente pelas florestas mobiliza sociedade e internautas brasileiros
Vigília permanente pelas florestas mobiliza sociedade e internautas brasileiros
Duas mil pessoas pedem veto às mudanças do Código Florestal
Duas mil pessoas pedem veto às mudanças do Código Florestal
Visão de conservação para a Pan-Amazônia
Visão de conservação para a Pan-Amazônia
WWF-Brasil faz balanço positivo da III Feira Brasil Certificado
WWF-Brasil faz balanço positivo da III Feira Brasil Certificado
WWF-Brasil, com Brand Finance, realiza pesquisa de percepção da marca
WWF-Brasil, com Brand Finance, realiza pesquisa de percepção da marca
Dia do Pantanal
Dia do Pantanal