Aguarde...

Manual apresenta fontes de recursos para apoio a reservas particulares




Aumentar o acesso dos proprietários de reservas particulares aos recursos disponíveis no país para projetos nessas áreas protegidas. Com esse objetivo, a Federação das Reservas Ecológicas Particulares do Estado de São Paulo (Frepesp) e o WWF-Brasil lançam, nesta sexta-feira (02), a publicação Caminho das Pedras – Manual de Acesso às Fontes de Recursos Públicas Nacionais para Proprietários de RPPN.

O levantamento identificou 14 fontes, entre 125 existentes no país, que podem receber projetos com orçamentos entre R$ 5 mil a R$ 800 mil, para diversas atividades de apoio à conservação dentro das propriedades, como o desenvolvimento de pesquisas científicas, a recuperação de áreas degradadas, a capacitação profissional e o desenvolvimento de produtos e serviços informativos e de educação ambiental.

Conforme o presidente da Frepesp, João Rizzieri, a expectativa é que o proprietário use o manual para identificar sua cartela de opções e planejar uma composição de recursos em médio e longo prazos para todas as etapas que uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) necessita, tais como, estudos técnicos para o plano de manejo e demandas de infraestrutura – trilhas, centro de visitantes, sinalização entre outras.

“O conhecimento geral era de duas a três fontes apenas. Essas são alternativas que os proprietários têm e nem sabiam que existiam”, destaca Rizzieri. Atualmente o estado conta com 49 reservas que protegem 7.309 hectares, em sua maioria, remanescentes de Mata Atlântica, bioma com o maior número de RPPN no país e para qual a adesão de novos proprietários está intimamente ligada à sobrevivência de seus ecossistemas. Cerca de 80% do que ainda resta está dentro de propriedades particulares.

Para a coordenadora do Programa Mata Atlântica, Luciana Simões, as fontes oferecem oportunidades, mas ainda existem lacunas e há necessidade de expansão dos incentivos e mecanismos de apoio. No caso das fontes analisadas para a publicação, as duas organizações sugerem, por exemplo, que conte como fator de diferenciação na análise do financiador quando a proposta envolver RPPN, o que ainda não existe, ou seja, não há uma política que privilegie essa categoria, que acaba concorrendo com todos os outros tipos de demanda.

Simões explica que o objetivo é identificar e divulgar novas alternativas de sustentabilidade para as áreas protegidas. O próximo passo, já em andamento pela parceria entre WWF-Brasil e Frepesp, será uma radiografia de quanto custa ao proprietário criar e manter uma reserva privada.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Comunidades locais e povos indígenas contribuem para a conservação da biodiversidade
Comunidades locais e povos indígenas contribuem para a conservação da biodiversidade
Conferência de Clima: Bali ameaçada
Conferência de Clima: Bali ameaçada
Curitiba agitada na Hora do Planeta
Curitiba agitada na Hora do Planeta
Rede WWF destaca compromisso do Basic sobre clima
Rede WWF destaca compromisso do Basic sobre clima
Hora do Planeta chega ao fim com recorde de adesões
Hora do Planeta chega ao fim com recorde de adesões
Negociações de clima: hora de mostrar vontade política
Negociações de clima: hora de mostrar vontade política
XIII Encob reúne 1.800 pessoas no Encontro Maranhense para Governança das Águas
XIII Encob reúne 1.800 pessoas no Encontro Maranhense para Governança das Águas
Código Florestal: ambientalistas demandam posicionamento de presidenciáveis
Código Florestal: ambientalistas demandam posicionamento de presidenciáveis
WWF-Brasil apresenta ações e propostas em Apiacás
WWF-Brasil apresenta ações e propostas em Apiacás
WWF apoiará reservas particulares de São Paulo
WWF apoiará reservas particulares de São Paulo
Projetos sustentáveis serão premiados
Projetos sustentáveis serão premiados
Novos dados sobre o monitoramento da soja na Amazônia
Novos dados sobre o monitoramento da soja na Amazônia
Encontro discute pacto para conservar nascentes do Pantanal
Encontro discute pacto para conservar nascentes do Pantanal
Economia associada à ecologia é defendida no lançamento do Comitê DF
Economia associada à ecologia é defendida no lançamento do Comitê DF
Projetos de conservação da onça-pintada no Pantanal buscam envolver pecuaristas
Projetos de conservação da onça-pintada no Pantanal buscam envolver pecuaristas
Estado do Acre tem nova unidade de conservação ambiental
Estado do Acre tem nova unidade de conservação ambiental
Consumo cada vez maior e utilização de mais recursos por população crescente aumenta a pressão sobre o planeta
Consumo cada vez maior e utilização de mais recursos por população crescente aumenta a pressão sobre o planeta
WWF lança guia para investimento agrícola responsável
WWF lança guia para investimento agrícola responsável
WWF-Brasil e Ambev iniciam monitoramento do Córrego Palha, no DF
WWF-Brasil e Ambev iniciam monitoramento do Córrego Palha, no DF
WWF convida empresas para refletir sobre mudanças climáticas
WWF convida empresas para refletir sobre mudanças climáticas