Aguarde...

Ícones mundiais serão apagados na Hora do Planeta




Ícones mundiais terão suas luzes desligadas durante a Hora do Planeta 2010, unindo-se a centenas de milhões de pessoas em todos os continentes que estão comprometidas com uma solução para a questão do aquecimento global.
 
Às 20h30min de sábado, 27 de março, alguns dos monumentos emblemáticos mundiais mais famosos, que simbolizam a esperança, a paz, o esforço humano de realização e a beleza natural, ficarão mergulhados no escuro durante a Hora do Planeta.  Será uma sinalização poderosa da determinação incansável da comunidade mundial de reagir contra a ameaça das mudanças climáticas.
 
A Torre CN em Toronto, a Montanha da Mesa na Cidade do Cabo, o Grande Palácio Real em Bangkok e o segundo edifício mais alto do mundo - Tapei 101 –  ficarão no escuro durante a Hora do Planeta.  Enquanto isso, nos Estados Unidos, outros monumentos mundialmente famosos --  entre os quais estão a ponte Golden Gate de São Francisco, o edifício do Empire State em Nova Iorque,  o memorial do Monte Rushmore (Dakota do Sul) e até mesmo as luzes de Las Vegas  -- serão desligados para demonstrar, de forma inequívoca, uma ação para enfrentar as mudanças climáticas numa das nações mais relevantes para o cenário climático.
 
Algumas das maiores metrópoles mundiais irão desligar o interruptor de energia elétrica em seus pontos turísticos característicos, de forma a enfatizar sua dedicação ao desenvolvimento sustentável e sua adesão às práticas de baixo carbono, no que se unem a seus cidadãos.  
 
Em Londres, as luzes serão reduzidas na famosa roda gigante London Eye (o olho de Londres), e completamente apagadas no anúncio da Coca-Cola na praça do Piccadilly Circus.  Isso servirá para enfatizar a resolução de seus habitantes, empresas e governos locais de adotar providências contra as mudanças climáticas. 
 
Hiroshima será a primeira cidade japonesa a demonstrar seu compromisso com essa atividade climática mundial.  Para isso, as luzes do célebre Memorial da Paz serão apagadas exatamente às 20h30min em 27 de março.
 
Essas ações realizadas por cidades de todo o mundo e por seus moradores são fundamentais para levar a resolução em favor do baixo carbono até a questão das mudanças climáticas, disse Andy Ridley, co-fundador da iniciativa e diretor executivo da Hora do Planeta.
 
“O C40 (grupo de cidades líderes comprometidas com o combate às mudanças climáticas) sugere que as cidades são responsáveis por até 75% das emissões mundiais de carbono; portanto, é absolutamente vital o papel das cidades na abordagem daquilo que é hoje, inequivocamente, a maior ameaça ao planeta,”, declarou Andy Ridley.*
 
“Ao desligar as luzes em seus pontos de referência na Hora do Planeta, as cidades refletem as aspirações de seus cidadãos enquanto uma comunidade que decidiu agir contra o aquecimento mundial”,  concluiu.
 
 
Brasil 2010

As adesões para a Hora do Planeta já estão sendo registradas no http://www.horadoplaneta.org.br.
 
O Brasil participará pelo segundo ano consecutivo na Hora do Planeta. Prefeituras das capitais e de municípios, empresas e cidadãos estão convidadas a se engajar na Hora do Planeta.
 
Em 2009,  os brasileiros engajaram-se ativamente nas cidades ou organizando eventos ou participando pela internet. Em todo o país aderiram ao movimento, 113 cidades, 1.167 empresas e  527 organizações, além de milhares de cidadãos.
 
A Hora do Planeta 2010 está sendo preparada para ser um momento marcante no aquecimento global e mostrar ao mundo o que pode ser feito.  Não deixe de participar. Cadastre-se no site e faça a sua Hora do Planeta.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Vencedores do Concurso Olhares sobre a Água e o Clima são premiados em Brasília
Vencedores do Concurso Olhares sobre a Água e o Clima são premiados em Brasília
Resex Baixo Rio Branco – Jauaperi: ainda sem resposta
Resex Baixo Rio Branco – Jauaperi: ainda sem resposta
WWF-Brasil encerra campanha do Ano Internacional da Biodiversidade
WWF-Brasil encerra campanha do Ano Internacional da Biodiversidade
Campanha Veta, Dilma! pede à Presidente do Brasil para não permitir mais desmatamentos
Campanha Veta, Dilma!  pede à Presidente do Brasil para não permitir mais desmatamentos
CNBB: Agenda socioambiental não pode ser atropelada por questão econômica
CNBB: Agenda socioambiental não pode ser atropelada por questão econômica
Abertura oficial da Rio+20: sem avanços nem emoção
Abertura oficial da Rio+20: sem avanços nem emoção
WWF-Brasil e Governo do Acre lançam estudo sobre incentivos por serviços ambientais
WWF-Brasil e Governo do Acre lançam estudo sobre incentivos por serviços ambientais
Filas e reuniões no primeiro dia da conferência sobre clima
Filas e reuniões no primeiro dia da conferência sobre clima
ONGs pedem maior liderança do Brasil nas negociações sobre o Protocolo que Quioto
ONGs pedem maior liderança do Brasil nas negociações sobre o Protocolo que Quioto
Expedição científica em floresta do Pará verifica degradação e identifica espécies ameaçadas
Expedição científica em floresta do Pará verifica degradação e identifica espécies ameaçadas
WWF-Brasil participa como jurado da final brasileira da Imagine Cup 2008
WWF-Brasil participa como jurado da final brasileira da Imagine Cup 2008
Começam debates sobre Código Florestal no Senado
Começam debates sobre Código Florestal no Senado
IR Ecológico será debatido em Campo Grande
IR Ecológico será debatido em Campo Grande
Clube Corporativo WWF-Brasil volta a se reunir em SP
Clube Corporativo WWF-Brasil volta a se reunir em SP
Cadernos de Educação Ambiental começam a gerar projetos pela água
Cadernos de Educação Ambiental começam a gerar projetos pela água
Parte da expedição já está em Apuí
Parte da expedição já está em Apuí
Senadores apoiam incentivos econômicos à manutenção e recomposição de APPs
Senadores apoiam incentivos econômicos à manutenção e recomposição de APPs
Parceria com o setor privado fortalece cadeia produtiva do óleo de copaíba no Sul do Amazonas
Parceria com o setor privado fortalece cadeia produtiva do óleo de copaíba no Sul do Amazonas
WWF-Brasil promove curso de manejo florestal madeireiro em Apuí (AM)
WWF-Brasil promove curso de manejo florestal madeireiro em Apuí (AM)
Reforma do Código Florestal reduzirá estoques potenciais de 7 bi de toneladas de carbono
Reforma do Código Florestal reduzirá estoques potenciais de 7 bi de toneladas de carbono