Aguarde...

GT da pecuária sustentável assume compromisso de desmatamento zero




O Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) ¬aprovou plano de trabalho para os próximos três anos, tendo como um dos pontos principais o desmatamento zero nas atividades do segmento em todo o Brasil.  O plano propõe um conjunto de ações e estratégias a serem desenvolvidas até 2010, visando a sustentabilidade ambiental da atividade.

O GTPS é um fórum composto por representantes de diferentes segmentos que integram a cadeia produtiva da carne bovina no Brasil e de ONGs, entre elas o WWF-Brasil. Participam do grupo, representantes das indústrias e de organizações do setor, associações de pecuaristas, varejistas, bancos, organizações da sociedade civil, centros de pesquisa e universidades.

O objetivo do fórum é definir, de maneira transparente e participativa, princípios e padrões comuns a serem adotados pelo setor, que garantam o desenvolvimento de uma pecuária sustentável, socialmente justa, ambientalmente correta e economicamente viável.

Entre os pontos centrais do plano está o monitoramento do desmatamento na Amazônia em decorrência das atividades da pecuária e definição de princípios e critérios socioambientais para produção e comercialização de produtos da pecuária bovina. O grupo também se propõe a criar um sistema de rastreamento de produtos e disseminar boas práticas produtivas para o segmento.

Boas práticas produtivas

A transformação de mercados, como o da pecuária, integra a estratégia global da Rede WWF para reduzir impactos da atividade produtiva no meio ambiente. O objetivo é estimular boas práticas em todas as etapas da cadeia produtiva, desde o pecuarista até a comercialização do produto.

Para a secretária-geral do WWF-Brasil, Denise Hamú, fóruns como este  da pecuária sustentável contribuem para os objetivos de harmonizar a atividade humana com a conservação ambiental.  “Somente por meio do diálogo, é possível encontrar soluções que proporcionem o desenvolvimento associado à sustentabilidade ambiental”.

Para Hamú, o compromisso assumido pelo GT de alcançar a meta de desmatamento zero representa um passo importante e uma conquista desse diálogo. “Esperamos, no entanto, que essas metas e monitoramento das atividades sejam aplicadas não só na Amazônia mas também nos outros biomas brasileiros, como o Pantanal e o Cerrado”, enfatizou.

Desde 2003, o WWF-Brasil vem atuando com esse segmento produtivo, por meio do apoio à pecuária orgânica certificada no Pantanal e estímulo a boas práticas produtivas na região. 

O Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável foi criado oficialmente em junho de 2009 após um longo processo de amadurecimento que começou no final de 2007 e se consolidou em 2008. O WWF-Brasil participou do processo de discussão em todas as suas etapas, contribuindo com propostas baseadas na experiência da pecuária orgânica no Pantanal e critérios ambientais.

O coordenador do programa Pantanal para Sempre do WWF-Brasil, Michael Becker, afirma que a participação no GT tem por objetivo ampliar as discussões sobre os critérios de desenvolvimento da atividade, não só no âmbito da pecuária orgânica certificada, mas em todos os elos que compõem a cadeia. “A pecuária orgânica é um nicho de mercado e, por isso, o GT nos dá a oportunidade de dialogar e influenciar um público mais amplo”, explica.

O GTPS é formado por 18 instituições e outras 22 que atuam como observadoras. São participantes:
Bancos: Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, Bradesco, International Finance Corporation (IFC), Rabobank Brasil e Santander.
ONGs: WWF – Brasil, The Nature Conservancy  (TNC) e Aliança da Terra.
Indústrias (Frigoríficos): Frigol, Marfrig e  JBS - Bertin.
Varejo: Wal Mart, Grupo CBD - Pão de Açúcar e Grupo Carrefour.
Setor Produtivo: Associação dos Criadores do Mato Grosso – Acrimat, Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), Associação Brasileira de Pecuária Orgânica (ABPO) e Associação Brasileira de Produtores de Animais Orgânicos (Aspranor).

 


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



ARTIGO: Mudanças climáticas e transferência de tecnologia
ARTIGO: Mudanças climáticas e transferência de tecnologia
Groupon cria oferta especial para ajudar a Iniciativa Amazônia Viva do WWF
Groupon cria oferta especial para ajudar a Iniciativa Amazônia Viva do WWF
Campanha pelas florestas continua e ganha força na Rio+20
Campanha pelas florestas continua e ganha força na Rio+20
Inscrições para o Prêmio Varejo Sustentável se encerram amanhã
Inscrições para o Prêmio Varejo Sustentável se encerram amanhã
Vale do Itajaí: a fórmula da tragédia
Vale do Itajaí: a fórmula da tragédia
Desmatamento: WWF-Brasil vê necessidade de maior rigor no controle
Desmatamento: WWF-Brasil vê necessidade de maior rigor no controle
Negociações de clima: hora de mostrar vontade política
Negociações de clima: hora de mostrar vontade política
Pesquisa mostra opinião dos brasileiros sobre a proposta de "novo código" florestal
Pesquisa mostra opinião dos brasileiros sobre a proposta de "novo código" florestal
Início do retorno e nova parada no Molocopote
Início do retorno e nova parada no Molocopote
Desmatamento: é preciso ter metas claras para manter queda do índice
Desmatamento: é preciso ter metas claras para manter queda do índice
Negociações a passos lentos em Bruxelas
Negociações a passos lentos em Bruxelas
ONU anuncia que vai apoiar a Hora do Planeta para defender uso da energia sustentável
ONU anuncia que vai apoiar a Hora do Planeta para defender uso da energia sustentável
22 de maio: Dia da Biodiversidade
22 de maio: Dia da Biodiversidade
WWF-Brasil discute Reforma Agrária e Meio Ambiente
WWF-Brasil discute Reforma Agrária e Meio Ambiente
Mudanças climáticas podem representar grande risco econômico para o planeta
Mudanças climáticas podem representar grande risco econômico para o planeta
Primeiro passo para implementação das metas de conservação da biodiversidade no Brasil
Primeiro passo para implementação das metas de conservação da biodiversidade no Brasil
Câmara dos Deputados retoma trabalhos
Câmara dos Deputados retoma trabalhos
Consumo cada vez maior e utilização de mais recursos por população crescente aumenta a pressão sobre o planeta
Consumo cada vez maior e utilização de mais recursos por população crescente aumenta a pressão sobre o planeta
Comitês de bacias hidrográficas aprovam moção em defesa das cabeceiras do Pantanal
Comitês de bacias hidrográficas aprovam moção em defesa das cabeceiras do Pantanal
Efeito estufa preocupa empresas do setor financeiro
Efeito estufa preocupa empresas do setor financeiro