Aguarde...

Governos de países em desenvolvimento terão recursos para economia verde


Nos próximos dois anos, os governos de sete países em desenvolvimento vão receber orientações e recursos para desenvolver estratégias de economia verde em seus territórios. A parceria firmada por quatro agências das Nações Unidas em Nairobi, no Quênia, foi anunciada durante a sessão universal do Conselho Administrativo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) que está ocorrendo no Continente Africano desde o último dia 18.

Pela primeira vez, as quatro principais agências internacionais das Nações Unidas ligadas ao meio ambiente, ao trabalho, ao desenvolvimento industrial e à pesquisa vão trabalhar juntas para garantir a implementação de políticas sustentáveis como as de tecnologias limpas e de erradicação da pobreza. Os países ainda não foram selecionados, mas a expectativa é que sejam definidos nos próximos meses e sirvam como projeto experimental.

A partir dessa experiência, os representantes do Pnuma, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (Unido) e do Instituto das Nações Unidas para Formação e Pesquisa (Unitar) vão ampliar o apoio para mais 23 países. A implementação das estratégias deve ocorrer até 2020 nas 30 economias.

A proposta é que a Parceria para Ação pela Economia Verde (Page, na sigla em inglês) estimule os investimentos em ativos econômicos verdes, incluindo tecnologias limpas, o uso eficiente de recursos, a conservação de ecossistemas, a formação de mão de obra qualificada para empregos verdes e a boa governança nesses territórios. A expectativa é que com a medida sejam criados novos empregos e áreas de atuação dentro de uma nova configuração de desenvolvimento.

Pelos dados apresentados pela OIT, metade da força de trabalho global – cerca de 1,5 bilhão de pessoas – pode ser favorecida em uma transição para a economia verde. Países como Barbados, o México, Nepal e a África do Sul foram citados pelos representantes da organização por terem estruturado iniciativas verdes em seus territórios. Os governos da Alemanha, do Quênia e da Coreia do Sul conseguiram, segundo a OIT, fazer "mudanças radicais" em suas políticas energéticas, favorecendo fontes renováveis.

Os representantes da Unido destacaram ainda, durante a reunião, que o desenvolvimento de indústrias limpas e o apoio para que esses negócios se tornem mais eficientes é um dos focos da medida conjunta.

A proposta está entre os pontos acordados no documento final da Rio+20 - O Futuro Que Queremos. Assinado por líderes de mais de 190 países em junho do ano passado, no Rio de Janeiro, o texto destaca a economia verde como um dos motores do desenvolvimento sustentável, da erradicação da pobreza e uma responsabilidade da comunidade internacional.

Carolina Gonçalves, da Agência Brasil

 


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Ciclistas fazem expedição na Transamazônica
Ciclistas fazem expedição na Transamazônica
A menina que calou o mundo por 5 minutos
A menina que calou o mundo por 5 minutos
Britânicos criam plástico com compostos de plantas e cupins
Britânicos criam plástico com compostos de plantas e cupins
Brasil tem potencial para reduzir desperdício de água e energia
Brasil tem potencial para reduzir desperdício de água e energia
Designer brasileiro reaproveita galões de água para construir lixeiras
Designer brasileiro reaproveita galões de água para construir lixeiras
Equipamento permite que donos controlem alimentação de pet a distância
Equipamento permite que donos controlem alimentação de pet a distância
Alertas de desmatamento na Amazônia Legal sobem 26% em seis meses
Alertas de desmatamento na Amazônia Legal sobem 26% em seis meses
Personalidades fazem apelo em favor dos oceanos em conferência na França
Personalidades fazem apelo em favor dos oceanos em conferência na França
Oficinas trazem experiência dos EUA para tratamento de resíduos sólidos
Oficinas trazem experiência dos EUA para tratamento de resíduos sólidos
Pinacoteca de São Paulo lança programa educativo para idosos
Pinacoteca de São Paulo lança programa educativo para idosos
Garrafa purifica água em 60 segundos
Garrafa purifica água em 60 segundos
Brasil lidera esforço mundial de conservação do meio ambiente, diz ONU
Brasil lidera esforço mundial de conservação do meio ambiente, diz ONU
Designer carioca produz curta-metragem sobre pranchas ecológicas
Designer carioca produz curta-metragem sobre pranchas ecológicas
Metrô de São Paulo recebe intervenção de arte urbana sobre animais ameaçados
Metrô de São Paulo recebe intervenção de arte urbana sobre animais ameaçados
Greenpeace lança campanha: "Cadê o plano de mobilidade urbana?"
Greenpeace lança campanha: "Cadê o plano de mobilidade urbana?"
Estudo identifica 8,6 mil mortes causadas por poluição do ar na China
Estudo identifica 8,6 mil mortes causadas por poluição do ar na China
Museu virtual do câncer realiza concurso sobre os perigos da má alimentação
Museu virtual do câncer realiza concurso sobre os perigos da má alimentação
Toyota abre inscrições para programa de patrocínio a atividades ambientais
Toyota abre inscrições para programa de patrocínio a atividades ambientais
NASA anuncia projeto de vela espacial fotovoltaica
NASA anuncia projeto de vela espacial fotovoltaica
Aliança Francesa inaugura, no Rio, o primeiro prédio sustentável do grupo no mundo
Aliança Francesa inaugura, no Rio, o primeiro prédio sustentável do grupo no mundo