Aguarde...

Fundo Amazônia beneficia 18 projetos de uso sustentável das florestas


Um ano após parceria firmada na Rio+20 para operacionalizar recursos do Fundo Amazônia, a Fundação Banco do Brasil e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) firmaram na última quarta-feira (19), no Palácio do Planalto, os primeiros convênios com entidades da sociedade civil para a execução de projetos. O Fundo Amazônia capta doações para investimentos não reembolsáveis em projetos que auxiliem na proteção, conservação e no uso sustentável das florestas no Bioma Amazônia.

Ao todo, foram formalizados 18 projetos, no valor de R$ 15,4 milhões, em oito estados: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Mato Grosso e Tocantins. Entre os beneficiados estão agricultores familiares, extrativistas e povos indígenas. Participaram da cerimônia os ministros Izabella Teixeira, do Meio Ambiente, e Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência da República.

Segundo o presidente da Fundação Banco do Brasil, Jorge Streit, a meta é aplicar R$ 100 milhões em projetos sustentáveis na Amazônia até 2016. Streit aponta a dificuldade para conseguir licença ambiental como um dos principais gargalos para a obtenção de recursos pelas associações. Para tentar resolver o problema, a fundação está abrindo um escritório em Manaus para atender a toda a região, com engenheiros ambientais e especialistas que vão assessorar as entidades na elaboração dos projetos.

“Algumas vezes, os projetos não atendem a requisitos técnicos, e as associações tentam fazer ao seu modo. Em outros casos, elas [associações] não têm internet. O escritório vai ajudar associações de toda a região a resolver problemas no projeto e obter informações sobre licenciamento mais facilmente nos próprios estados”, disse Streit à Agência Brasil.

Patxon Metuktire, do Instituto Raoni, que teve um projeto de aproximadamente R$ 1 milhão aprovado na área de extrativismo para a produção sustentável de artesanato, além de pequi, mel e óleo de copaíba em Mato Grosso, explicou que o projeto pretende capacitar e gerar renda própria para cerca de cinco etnias, com aproximadamente 5 mil índios no estado. Para ele, no entanto, o objetivo do Fundo Amazônia deve ser maior.

“É preciso fortalecer o fundo para que ele possa, na prática, preservar a floresta e, principalmente, os rios. Queremos proporcionar renda à nossa população para não permitir, por exemplo, a entrada de madeireiros, que derrubam a floresta ilegalmente”, disse Patxon.

A Cooperativa de Produtores Rurais Organizados para Ajuda Mútua (Coocaram) de Ji-Paraná, em Rondônia, que comercializa café e guaraná, tem 336 cooperados e receberá R$ 3 milhões para compra de veículos, equipamentos, construção de terreiros de secagem, assistência técnica, marketing e capacitações. Com os recursos, eles também vão trabalhar com castanha do Brasil, em parceria com povos indígenas e seringueiros.

“Com os recursos do fundo vamos consolidar a proposta do café orgânico na Amazônia ou do café sombreado, como é mais conhecido aqui. Vamos trabalhar as especificações, estruturar as cadeias produtivas e consolidar no mercado, além de levar o nome da Amazônia e do agricultor familiar para todos os países”, disse Leandro Dias Martins, gerente comercial da Coocaram, que desde 2010 exporta café para a Alemanha e a Itália.

A escolha dos projetos pela parceria do Fundação Banco do Brasil com o BNDES foi feita por seleção pública. O principal requisito é a comprovação de sustentabilidade por meio da licença ambiental. Os projetos têm prazo de execução definidos e são acompanhados pelo Fundo Amazônia, que tem entre suas principais fontes de recursos o governo da Noruega, o Banco de Desenvolvimento da Alemanha e a Petrobras.

Danilo Macedo - Agência Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Proposta de plantio de cana na Amazônia Legal é aprovada
Proposta de plantio de cana na Amazônia Legal é aprovada
Extra e P&G; anunciam parceria para o Programa Estação de Reciclagem
Extra e P&G; anunciam parceria para o Programa Estação de Reciclagem
Autoridade olímpica visita Baía de Guanabara e critica qualidade da água
Autoridade olímpica visita Baía de Guanabara e critica qualidade da água
Aplicativo questiona "O que realmente te deixa feliz?"
Aplicativo questiona "O que realmente te deixa feliz?"
Plataforma na web incentiva carona solidária em SP
Plataforma na web incentiva carona solidária em SP
Trabalhar menos e divertir-se mais diminui o aquecimento global, diz estudo
Trabalhar menos e divertir-se mais diminui o aquecimento global, diz estudo
Guitarrista do Queen protesta em favor de texugos
Guitarrista do Queen protesta em favor de texugos
Schwarzenegger propõe comunicação "mais sexy" sobre questões ecológicas
Schwarzenegger propõe comunicação "mais sexy" sobre questões ecológicas
Intervenção artística nos Rios Tietê e Pinheiros busca financiamento colaborativo
Intervenção artística nos Rios Tietê e Pinheiros busca financiamento colaborativo
Faber-Castell e Terracycle lançam promoção "Faxina nos Armários" para estudantes
Faber-Castell e Terracycle lançam promoção "Faxina nos Armários" para estudantes
Donald Trump anuncia construção de empreendimento sustentável no Rio
Donald Trump anuncia construção de empreendimento sustentável no Rio
NY instala estações móveis de recarga solar para celulares
NY instala estações móveis de recarga solar para celulares
Hospital Oswaldo Cruz reduz em 50% desperdício de alimentos
Hospital Oswaldo Cruz reduz em 50% desperdício de alimentos
Projeto recolhe tampinhas de garrafa nas praias cariocas
Projeto recolhe tampinhas de garrafa nas praias cariocas
NASA financia impressora 3D de alimentos para combater fome e desperdício
NASA financia impressora 3D de alimentos para combater fome e desperdício
Projeto de edifício em madeira pode inspirar novo modelo de construções
Projeto de edifício em madeira pode inspirar novo modelo de construções
Cada árvore da Mata Atlântica chega a retirar 163 kg de CO2 da atmosfera
Cada árvore da Mata Atlântica chega a retirar 163 kg de CO2 da atmosfera
Recife libera ciclofaixa para skatistas e patinadores
Recife libera ciclofaixa para skatistas e patinadores
Desmatamento amazônico polui mais que automóveis
Desmatamento amazônico polui mais que automóveis
Dicas para fazer montagem de arranjos florais
Dicas para fazer montagem de arranjos florais