Aguarde...

Fórum Mundial da Água: WWF alerta para rápida desaparição de rios em curso livre




Grande parte dos maiores rios do mundo está perdendo sua conexão com o mar, segundo a rede WWF. Além disso, quase um quarto dos rios está em risco de desconectar-se dentro dos próximos 15 anos.

De acordo com um relatório do WWF, somente um terço dos 177 grandes rios do mundo (de 1.000km e maiores) seguem fluindo livremente, sem obstáculos como diques e outras barreiras. Na realidade somente 21 destes correm livremente desde suas nascentes até o mar, os outros 43 são grandes afluentes de rios como o Congo, Amazonas e Lena.

O relatório – Rios em curso livre - Luxo econômico ou necessidade ecológica? – mostra que a crescente perda de rios em curso livre é uma tendência perturbadora, pois ameaça o abastecimento de água potável, saneamento, agricultura e pesca.

"Com tão poucos rios longos de curso livre, estamos a ponto de perder um outro recurso natural sem compreender o custo total dessa perda, antes que seja tarde demais”, disse o co-autor do relatório, Ute Collier.

"É irrefutável a importância dos rios e de suas águas para a vida das pessoas e para o desenvolvimento do país. No entanto, a degradação de um rio é como uma veia entupida de uma pessoa que pode levá-la à morte. Para mudar esse cenário é preciso ampliar a conscientização junto aos Governos na manutenção e recuperação dos regimes naturais dos rios compatibilizando os seus diversos usos como o abastecimento de água", alertou Samuel Barrêto, coordenador do programa Água para a Vida do WWF-Brasil.

O WWF afirma que não se deve subestimar a ameaça à fauna por causa das represas dos rios. Grandes populações de bagres na Amazônia e nas bacias de Mekong, golfinhos do rio na bacia de Ganges e o e o wildebeest no rio de Mara, estão ameaçados pelos efeitos de barreiras construídas pelo homem nestes rios.

Os diques podem reduzir a quantidade de peixes nativos em um rio, afetando diretamente a produtividade da pesca montante e jusante. Com o livre curso dos rios é possível regular a contaminação e nivelar os sedimentos. A carência desse nivelamento resultou na trágica inundação de New Orleans após o furacão Katrina.

"O furacão Katrina foi uma poderosa lembrança da repercussão negativa de rios alterados como o Mississipi”, disse Jamie Pittock, diretor do Programa Global de Água Doce do WWF. "A perda desse sedimento necessário para sustentar as áreas alagadas costeiras, devida às represas a montante e a canalização do rio, é um grande fator de devastação e perda de vidas”.

Os maiores rios de fluxo livre se encontram na Ásia, seguidos pela América do Sul e América do Norte. A Austrália / Pacífico tem a menor quantidade, somente três rios e na Europa, incluindo as áreas oeste do Ural, só tem um grande rio, o Pechora na Rússia, que flui livre desde sua nascente até o mar.

Para o IV Fórum Mundial da água no México de 16 a 22 de março, o WWF está chamando os governos para melhor proteger o curso livre dos rios e aplicar as recomendações da Comissão Mundial de Represas .


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (0)

Álbum de fotos (0)

Marcadores

Comentários



Comitês de bacias hidrográficas aprovam moção em defesa das cabeceiras do Pantanal
Comitês de bacias hidrográficas aprovam moção em defesa das cabeceiras do Pantanal
Um grito de 20 milhões de empregos em Copenhague
Um grito de 20 milhões de empregos em Copenhague
Município acreano assiste a “despesca” do Pirarucu, o maior peixe de água doce do planeta
Município acreano assiste a “despesca” do Pirarucu, o maior peixe de água doce do planeta
ARTIGO: Os dilemas de Belo Monte
ARTIGO: Os dilemas de Belo Monte
Unidades de conservação da Amazônia vão receber novos equipamentos
Unidades de conservação da Amazônia vão receber novos equipamentos
Educação contribui para a conservação do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque
Educação contribui para a conservação do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque
Mudanças climáticas exigem ações urgentes de adaptação
Mudanças climáticas exigem ações urgentes de adaptação
Autoridades lançam Plano Estadual de Recursos Hídricos durante o “Acre Day”
Autoridades lançam Plano Estadual de Recursos Hídricos durante o “Acre Day”
Técnicos do WWF-Brasil fazem palestras sobre sustentabilidade na Biofach/Exposustentat 2007
Técnicos do WWF-Brasil fazem palestras sobre sustentabilidade na Biofach/Exposustentat 2007
Retrocessos mantidos no texto que vai a plenário
Retrocessos mantidos no texto que vai a plenário
Perfil: Martins, o lutador de vale tudo que prefere passar por mole
Perfil: Martins, o lutador de vale tudo que prefere passar por mole
Estudantes e GEF doam R$ 1.8 milhão para conservar a Amazônia
Estudantes e GEF doam R$ 1.8 milhão para conservar a Amazônia
Dia Mundial da Água: ONGs e Agevap se unem para conservação e recuperação do Paraíba do Sul
Dia Mundial da Água: ONGs e Agevap se unem para conservação e recuperação do Paraíba do Sul
Reserva do Iratapuru antenada com o mundo
Reserva do Iratapuru antenada com o mundo
Recursos naturais diminuem em ritmo alarmante
Recursos naturais diminuem em ritmo alarmante
Rede Plaza Brasília Hotéis também estará de luzes apagadas, neste sábado
Rede Plaza Brasília Hotéis também estará de luzes apagadas, neste sábado
Protocolo de Quioto: segunda fase deve ser mais rigorosa
Protocolo de Quioto: segunda fase deve ser mais rigorosa
Plantações responsáveis. Isso é possível?
Plantações responsáveis. Isso é possível?
Aviso de sobrecarga da Terra: Em 21 de agosto, excedemos o orçamento da natureza
Aviso de sobrecarga da Terra: Em 21 de agosto, excedemos o orçamento da natureza
Ribeirinho amazônico ameaçado de morte pede proteção ao governo federal
Ribeirinho amazônico ameaçado de morte pede proteção ao governo federal