Aguarde...

Floresta faz a diferença convoca sociedade antes da votação da MP sobre o Código Florestal




Com a proximidade da votação do relatório da Medida Provisória 571/2012, que altera o Código Florestal em vigor, a campanha Floresta Faz a Diferença lança uma nova ofensiva para alertar a sociedade que a principal legislação de proteção às florestas segue ameaçada pela bancada ruralista. O público será convocado para pressionar os parlamentares que votarão a MP, no dia 10 de julho.

O texto, já considerado ruim pelo Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável, pode piorar caso sejam aprovadas várias das 696 emendas que foram propostas pelos parlamentares. O Comitê é formado por cerca de 200 organizações da sociedade civil.

Nessa nova fase da campanha, que está no ar no site www.florestafazadiferenca.org.br, será informada a lista de parlamentares que apresentaram as piores emendas, bem como os internautas serão estimulados a enviar e-mails para os integrantes da Comissão Mista que vota a MP, lembrando a eles que podem receber “cartão vermelho”.

O mote desta nova fase da campanha é “O Jogo Não Acabou, Vamos Apitar Esta Partida”. Com bom humor, a sociedade pode deixar seu recado para os parlamentares, afirmando que está de olho no trabalho do Congresso.

Veto parcial e insuficiente - Depois de a presidente Dilma Rousseff ignorar os apelos da sociedade e vetar apenas parcialmente o novo Código Florestal, a segunda fase da campanha alerta a sociedade brasileira e a opinião pública para o fato de que o texto em vigor desde o dia 28 de maio aumenta o desmatamento e anistia quem cometeu crimes ambientais. O material da campanha diz que a “bola” voltou ao Congresso.

Para o analista de Políticas Públicas do WWF-Brasil, Kenzo Jucá Ferreira, o teor das emendas apresentadas à MP é altamente preocupante, prova de que o Governo Federal errou ao não vetar integralmente o projeto aprovado no Congresso e não regulamentar o Código Florestal que estava em vigor.

“A tendência é de que a MP seja piorada pelos ruralistas, representando um retrocesso ainda maior frente ao já péssimo texto aprovado no Congresso e parcialmente sancionado pela presidente Dilma Rousseff. Tudo se encaminha para que a campanha do Código Florestal chegue aos ‘pênaltis’, pois vários setores da sociedade já preparam ações diretas de inconstitucionalidade contra a legislação que ameaça o futuro dos brasileiros”, ressaltou Ferreira. 

Na Rio+20 - Durante a Rio+20, a campanha “O Jogo Não Acabou” marcou presença nas ruas do centro do Rio de Janeiro. Na Marcha à ré, no dia 18/6, manifestantes usaram apitos, cartões amarelos e vermelhos, bolas e camisetas.

Ao final da caminhada, a campanha encontrou, na Cúpula dos Povos, o deputado Paulo Piau (PMDB-MG), relator do código na Câmara dos Deputados. Foi a primeira oportunidade em que um cartão vermelho foi mostrado a um parlamentar ruralista. 

Na Marcha em Defesa dos Bens Comuns e Contra a Mercantilização da Vida, no dia 20/6, integrantes do Comitê uniformizados com o material da campanha apitaram e mostraram cartão vermelho e amarelo em todo o trajeto pela Avenida Rio Branco.

No dia 16/6, o Ato em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável reuniu, na Cúpula dos Povos, políticos, ativistas e atores na mesa de debate sobre o Código Florestal. O público ergueu cartazes com o mote da campanha (foto ao lado).

Código Florestal - Em maio de 2011, um projeto de lei que altera para pior o Código Florestal foi aprovado pela Câmara dos Deputados e encaminhado ao Senado Federal. Aprovado pelos senadores, o projeto foi novamente à Câmara. O deputado Paulo Piau (PMDB-MG) foi, então, o relator que assumiu a missão de aceitar ou rejeitar as mudanças do Senado.

Porém, ele piorou ainda mais o texto. Aprovado pela Câmara dos Deputados em 25 de abril, o projeto foi para o Palácio do Planalto, onde a presidente Dilma Rousseff fez apenas alguns cortes, não atendeu ao pedido de veto integral da maioria dos brasileiros. O projeto ainda está aquém do ideal para a proteção das florestas e a garantia da qualidade de vida da população.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (2)

Álbum de fotos (2)

Marcadores

Comentários



“Mata Atlântica, a floresta que nos une”
“Mata Atlântica, a floresta que nos une”
Clima: Relatório estabelece prazos para mudança
Clima: Relatório estabelece prazos para mudança
Acordo climático em risco: Lula, é hora de agir!
Acordo climático em risco: Lula, é hora de agir!
Setor florestal e ONGs ambientais apresentam propostas para Código Florestal
Setor florestal e ONGs ambientais apresentam propostas para Código Florestal
WWF-Tailândia descobre novo recife de peixes raros
WWF-Tailândia descobre novo recife de peixes raros
Teste seus conhecimentos sobre a Conferência de Clima
Teste seus conhecimentos sobre a Conferência de Clima
Câmara, Senado, parlamentares e Ministério do Meio Ambiente estão na Hora do Planeta
Câmara, Senado, parlamentares e Ministério do Meio Ambiente estão na Hora do Planeta
Para cientistas, discussão sobre Código precisa ser aprofundada
Para cientistas, discussão sobre Código precisa ser aprofundada
É possível expandir a produção agrícola sem desmatar a Amazônia e o Cerrado
É possível expandir a produção agrícola sem desmatar a Amazônia e o Cerrado
Vila Brasil, vilarejo de comerciantes no meio da floresta Amazônica
Vila Brasil, vilarejo de comerciantes no meio da floresta Amazônica
Urso Panda entra em campo com o Santos
Urso Panda entra em campo com o Santos
WWF-Brasil promove curso de manejo florestal madeireiro em Apuí (AM)
WWF-Brasil promove curso de manejo florestal madeireiro em Apuí (AM)
Resíduos sólidos: Caxias do Sul se mobiliza para melhorar manejo
Resíduos sólidos: Caxias do Sul se mobiliza para melhorar manejo
Mudanças climáticas: Relatório da Rede WWF diz que a solução para países do G8 + 5 passa pela eficiência energética
Mudanças climáticas: Relatório da Rede WWF diz que a solução para países do G8 + 5 passa pela eficiência energética
A reforma do Código Florestal e a redução do salário mínimo ambiental
A reforma do Código Florestal e a redução do salário mínimo ambiental
Movimentos Sociais cobram ações de desenvolvimento sustentável na BR-163
Movimentos Sociais cobram ações de desenvolvimento sustentável na BR-163
ONGs ambientalistas pedem mudança em legislação para eliminar compra de madeira ilegal pelo Poder Público no Brasil
ONGs ambientalistas pedem mudança em legislação para eliminar compra de madeira ilegal pelo Poder Público no Brasil
Gran Meliá Mofarrej anuncia apoio ao WWF-Brasil
Gran Meliá Mofarrej anuncia apoio ao WWF-Brasil
Desmatamento: WWF-Brasil vê necessidade de maior rigor no controle
Desmatamento: WWF-Brasil vê necessidade de maior rigor no controle
Sistema global para reduzir emissões de aeronaves pode decolar facilmente
Sistema global para reduzir emissões de aeronaves pode decolar facilmente