Aguarde...

Estudantes brasileiros pedem a Dilma que incentive energias renováveis


“Excelentíssima Presidente Dilma, sinto-me no dever de informar a sua excelência sobre a condição das fontes de geração de energia elétrica do Brasil. Assim como sua excelência deve saber, o Brasil possui muitas fontes de geração de energia elétrica, mas devem ser usadas com mais consciência. Todos precisamos de energia, somos dependentes da energia, portanto deve-se haver maiores investimentos em fontes renováveis e mais limpas".

A mensagem singela e direta de Jorge Alves Pinto, estudante do 9º ano, da Escola Prefeito Williams de Souza Arruda, no estado da Paraíba, abre o texto “Investimentos no presente para melhorar o futuro”, endereçado à Presidente Dilma Roussef.

João foi um dos 2.000 estudantes que se debruçou nos estudos sobre as fontes de energia e as opções que o Brasil pode fazer e participou do concurso de redação “Desafio Energia Mais Limpa”, promovido pelo Projeto Agora.

A ação educacional foi realizada em escolas públicas de 10 estados do Brasil e do Distrito federal, com crianças e jovens na faixa etária de 10 a 15 anos. Eles foram convidados a responder à pergunta “Que tipo de energia o Brasil precisa e de onde ela virá?”. Foram quatro meses de pesquisas e trabalhos em sala de aula para estudar, aprender e formar opinião sobre a geração de energia no Brasil e manifestá-la em formato de carta.

Foram premiadas 29 cartas que serão entregues à Presidente Dilma Rouseff pela coordenação do projeto. Nesta quarta-feira (05/12), ocorreu a festa de premiação em São Paulo, com representantes de cada estado. Os alunos receberam um tablet, as professoras ou professores que orientaram o trabalho foram premiados com um notebook e as escolas vencedoras ganharam um retroprojetor.

Para Pedro Bara Neto, líder da Estratégia de Infraestrutura da Iniciativa Amazônia Viva da Rede WWF, o convite para participar da comissão julgadora dos trabalhos possibilitou novas descobertas sobre os jovens que enfrentarão as consequências das escolhas que estão sendo feitas pelos governantes hoje.

“O que mais chamou a atenção foi a abordagem de assuntos como mudanças climáticas e sustentabilidade. As crianças parecem que já vêm com um DNA mais verde. Esses alunos, por exemplo, abraçaram o projeto, entenderam a ideia. Eles relacionaram a questão energética com a ambiental, e o que pode acontecer com o país, com o mundo, caso essa relação seja deixada de lado,” enfatizou Pedro Bara.

Energia e Futebol

E no país onde esporte e movimento mobilizam a população, a relação entre energia, futebol e a Copa do Mundo de 2014 não poderia ficar ausente das cartinhas.

Krison Curtes Tereza, do Colégio Estadual Getúlio Evangelista da Rocha, em Cumari, Goiás, usou o futebol e as fontes de energia renováveis para sugerir à Presidente Dilma a formação de um ‘quarteto de ouro’ na área de energia.

“Venho através desta carta, informar à Vossa Excelência que o Brasil, com sua imensa riqueza natural, poderia utilizar todas as quatro fontes de energia limpa: hidroelétrica, solar, eólica, e a biomassa. Uma completando a outra, poderíamos ao invés de ser uma divisão entre essas fontes, formar uma grande e imbatível seleção: o quarteto de ouro”.

Impactos

A importância da complementaridade nas fontes de energia e os impactos causados no meio ambiente foram abordados na redação de Karolyne Cassimiro Duarte da Cruz, Escola Estadual Gercina Borges Teixeira, em Caiapônia, Goiás.

“A energia que usamos que é proveniente das hidrelétricas trouxe prejuízo para o meio ambiente, para a fauna, para a flora e além da dependência do regime de chuvas. Mas como já houve um alto investimento, sugiro que continuem com as hidrelétricas, e usem a bioeletricidade para complementá-la”, comentou Karoline Cassimiro, que seguiu lembrando à Presidente a liderança do Brasil na tecnologia de aproveitamento da biomassa e a importância das energias renováveis.

Projeto

O Projeto Agora é uma iniciativa da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) e promove ações educativas e de esclarecimento relacionadas aos três pilares da sustentabilidade (econômico, social e ambiental).

Denise Oliveira, da Iniciativa Amazônia Viva

 


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



3 frutas do outono que podem ser totalmente aproveitadas
3 frutas do outono que podem ser totalmente aproveitadas
Greenpeace lança campanha: "Cadê o plano de mobilidade urbana?"
Greenpeace lança campanha: "Cadê o plano de mobilidade urbana?"
Brasileiro cria dispositivo que faz qualquer bicicleta gerar energia
Brasileiro cria dispositivo que faz qualquer bicicleta gerar energia
Mexicanos desenvolvem sistema de geração solar a baixo custo
Mexicanos desenvolvem sistema de geração solar a baixo custo
Países asiáticos podem entrar em guerra por água
Países asiáticos podem entrar em guerra por água
Governos estaduais vão receber R$ 750 mil ao ano para melhorar gestão de águas
Governos estaduais vão receber R$ 750 mil ao ano para melhorar gestão de águas
Terra pode alcançar novo recorde de calor
Terra pode alcançar novo recorde de calor
Inmetro divulga ranking de eficiência energética automotiva
Inmetro divulga ranking de eficiência energética automotiva
Joalheria carioca realiza vendas em prol do combate ao câncer
Joalheria carioca realiza vendas em prol do combate ao câncer
Coca-Cola doa R$ 9,8 milhões para preservação de ursos polares
Coca-Cola doa R$ 9,8 milhões para preservação de ursos polares
Planta sorgo sacarino pode ser alternativa na produção de etanol
Planta sorgo sacarino pode ser alternativa na produção de etanol
WWF lança Hora do Planeta 2013 com desafio "Eu vou se você for"
WWF lança Hora do Planeta 2013 com desafio "Eu vou se você for"
Garrafas PET coletadas na Meia Maratona de SP são doadas a cooperativa
Garrafas PET coletadas na Meia Maratona de SP são doadas a cooperativa
ONG faz bikes adaptadas para deficientes com materiais reaproveitados
ONG faz bikes adaptadas para deficientes com materiais reaproveitados
Rondoniense cria vaso sanitário ecológico que não precisa de água
Rondoniense cria vaso sanitário ecológico que não precisa de água
Teresina aprova criação de disque maus tratos aos animais
Teresina aprova criação de disque maus tratos aos animais
Bahia incentiva descarte correto de remédios em farmácias
Bahia incentiva descarte correto de remédios em farmácias
Jovem de 18 anos leva água a regiões secas e sem saneamento básico
Jovem de 18 anos leva água a regiões secas e sem saneamento básico
Fábrica da Honda terá energia eólica
Fábrica da Honda terá energia eólica
3 mil macacos são vítimas de caça no mundo a cada ano
3 mil macacos são vítimas de caça no mundo a cada ano