Aguarde...

Documento da Rio+20 tem graves omissões e compromete o planeta




Rio de Janeiro (RJ) - Mais de 50 personalidades da área socioambiental e de outros setores de diferentes países divulgaram hoje uma carta onde deixam clara sua completa insatisfação com o texto final da Rio+20. A carta será encaminhada aos chefes de Estado reunidos no Rio de Janeiro, como uma declaração da sociedade civil.

Entre os signatários do documento estão Ashok Khosla, Ignacy Sachs, Thomas Lovejoy, Vandana Shiva, Yolanda Kakabadse, Ricardo Abramovay, Marina Silva, Jim Leape, Megaron Txucarramãe, José Goldemberg, entre outros. Várias outras personalidades continuam aderindo à iniciativa, como Fabien Cousteau, neto do oceanógrafo Jacques Cousteau.

O texto explicita uma “profunda decepção com os chefes de Estado” e afirma que a “sociedade civil não compactua nem subescreve esse documento”. “A Rio+20 passará para a história como uma conferência da ONU que ofereceu à sociedade mundial um texto marcado por graves omissões que comprometem a preservação e a capacidade de recuperação socioambiental do planeta”, diz a carta. Confira a íntegra ao lado.

A ativista canadense Severn Suzuki, que comoveu o mundo com seu depoimento na Rio92 (assista no atalho ao lado), também assinou o manifesto. “Passei os últimos vinte anos imaginando que as minhas palavras tinham sido ouvidas”, reclamou. Segundo ela, os últimos dias foram muito tristes, mas contou ter esperanças na juventude para construir um novo futuro, "diferente daquele imaginado pelos chefes de Estado no Rio de Janeiro nos últimos dias".

Proteção da Amazônia - Iniciativa lançada hoje por Ministério do Meio Ambiente (Brasil), WWF-Brasil, WWF-EUA, Funbio, Fundação Gordon e Betty Moore e Linden Trust for Conservation irá arrecadar US$ 250 milhões do setor privado, de agências bilaterais e multilaterais e Fundo Amazônia, além de orçamentos governamentais e outras fontes para implantar parques nacionais e outras unidades de conservação que somam 40 milhões de hectares. A iniciativa está atrelada à terceira fase do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa).

“O anúncio feito pelo Ministério do Meio Ambiente é muito positivo para conseguirmos o financiamento necessário para garantir a proteção de uma porção importante da Amazônia brasileira e promover seu desenvolvimento sustentável. Nesse sentido, a liderança do governo é essencial. Agora passaremos para a fase de captação dos recursos”, comentou a secretária-geral do WWF-Brasil, Maria Cecília Wey de Brito.

Cúpula dos Povos - Movimentos socioambientais presentes na Cúpula dos Povos da Rio+20 levaram à assembléia realizada hoje a seguinte proposta, no intuito de contribuir para as soluções apontadas pela sociedade civil à crise planetária:

Rechaçamos o retrocesso promovido por governos e corporações nas políticas e no arcabouço legal socioambientais, se apropriando dos bens comuns e flexibilizando os direitos dos povos. Chamamos todos os movimentos a colocarem a defesa dos recursos naturais e dos bens comuns como aspecto central de suas agendas, por sua importância para a sobrevivência dos povos.

Os documentos produzidos nas plenárias da Cúpula podem ser conferidos em http://cupuladospovos.org.br/2012/06/confira-os-documentos-produzidos-nas-plenarias-da-cupula/

Confira a agenda do WWF-Brasil nesta sexta (22), último dia de Rio+20:


Das 8h às 18h, em evento aberto ao público na Fundação Planetário (Rua Vice Governador Rubens Berardo, 100 / Gávea), o WWF-Brasil participa da oficina para formação de professores em educação ambiental Investigando a Biodiversidade, onde apresentará o conceito e a ferramenta da Pegada Ecológica, o jogo Reciclando (criado em parceria com o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis) e o Pequeno guia de consumo em um mundo pequeno. A atividade foi organizada em parceria com Instituto Humanitare/Unesco, Instito Supereco, Prefeitura do Rio de Janeiro e outros parceiros.

Das 9h às 11h
, lançaremos a publicação Combate à devastação ambiental e ao trabalho escravo na produção do carvão de uso siderúrgico no Brasil no Fórum Amazônia Sustentável na Rio+20. O evento acontecerá das 9h às 10h30 no Teatro Maria Clara Machado (Rua Padre Leonel Franca, 240 / Gávea) e é organizado pelo Fórum Amazônia Sustentável. A publicação revela conexões inéditas da degradação ambiental e do trabalho escravo que alcançam Amazônia, Cerrado, Pantanal, Mata Atlântica e Caatinga, bem como grandes grupos empresariais, no Brasil e no Exterior.

E das 12h às 13h45, no EU Pavilion do Parque dos Atletas (Zona Oeste, ao lado do RioCentro), apenas para previamente inscritos, o WWF-Brasil fará parte de uma mesa de debates sobre certificação de commodities agrícolas promovida pelo governo da Holanda.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (3)

Álbum de fotos (3)

Marcadores

Comentários



Ministério do Meio Ambiente comenta desmatamento na Amazônia
Ministério do Meio Ambiente comenta desmatamento na Amazônia
Consumo cada vez maior e utilização de mais recursos por população crescente aumenta a pressão sobre o planeta
Consumo cada vez maior e utilização de mais recursos por população crescente aumenta a pressão sobre o planeta
Câmara aprova PL da Mata Atlântica
Câmara aprova PL da Mata Atlântica
Dia Mundial do Meio Ambiente: ONG de ciclistas em defesa da sustentabilidade
Dia Mundial do Meio Ambiente: ONG de ciclistas em defesa da sustentabilidade
Revezamento da tocha de esperança da Hora do Planeta ao redor do mundo
Revezamento da tocha de esperança da Hora do Planeta ao redor do mundo
Luzes apagadas na ponte do Bósforo marcam transição da Hora do Planeta para a Europa
Luzes apagadas na ponte do Bósforo marcam transição da Hora do Planeta para a Europa
São Paulo sedia primeiro Fórum Brasileiro da Água
São Paulo sedia primeiro Fórum Brasileiro da Água
ONU oficializa Ano Internacional da Biodiversidade
ONU oficializa Ano Internacional da Biodiversidade
Brasileiros em defesa das florestas no Dia da Terra
Brasileiros em defesa das florestas no Dia da Terra
Sucesso da Hora do Planeta mostra que o mundo está pronto para ir Além da Hora
Sucesso da Hora do Planeta mostra que o mundo está pronto para ir Além da Hora
Araras-azuis-grandes são tema de documentário de TV Inglesa
Araras-azuis-grandes são tema de documentário de TV Inglesa
WWF-Brasil divulga melhores práticas produtivas na Dinapec
WWF-Brasil divulga melhores práticas produtivas na Dinapec
Relatório aponta que ações brasileiras contra desmatamento são boas para o clima e para a economia
Relatório aponta que ações brasileiras contra desmatamento são boas para o clima e para a economia
Resultado de Cancún viabiliza acordo global
Resultado de Cancún viabiliza acordo global
WWF-Brasil participa do festival Planeta Atlântida
WWF-Brasil participa do festival Planeta Atlântida
Primeiro acordo de pesca dentro de unidade de conservação é elaborado em Rondônia
Primeiro acordo de pesca dentro de unidade de  conservação é elaborado em Rondônia
Operação arriscada na cachoeira do Desespero
Operação arriscada na cachoeira do Desespero
Maria Cecília Wey de Brito é a nova secretária-geral do WWF-Brasil
Maria Cecília Wey de Brito é a nova secretária-geral do WWF-Brasil
Mudanças climáticas: Governos precisam ouvir alerta de cientistas e definir como lidar com o tema em Bali
Mudanças climáticas: Governos precisam ouvir alerta de cientistas e definir como lidar com o tema em Bali
Quotas de pesca para o atum-azul devem ser mantidas até 2015
Quotas de pesca para o atum-azul devem ser mantidas até 2015