Aguarde...

Desmatamento: boas novas e velhos problemas




A redução estimada em 11% na taxa de desmatamento na Amazônia feita hoje pelo governo federal deve ser reconhecida como uma boa notícia. No entanto, ainda não é possível comemorar, pois uma área de 16.700 quilômetros quadrados é um número bastante alto. Os dados revelados nesta terça-feira, 05/09, são referentes ao período de 1º de agosto de 2005 a 1º de agosto de 2006. O combate a atividades ilegais e o início de incentivo de políticas para se criar uma economia regional de base florestal são exemplos de boas ações por parte do governo federal que devem ser levadas adiante.

Infelizmente, essas ações são pontuais e é preciso que haja mais agilidade e harmonia ao integrar as políticas ambientais e de desenvolvimento do governo. Um claro exemplo disso é a demora no ordenamento territorial na Área sob Limitação Administrativa Provisória (ALAP) da BR-319, que liga Manaus (AM) a Porto Velho (RO). “É preciso fazer a destinação das terras na região de influência da rodovia, reservando áreas suficientes para a proteção e uso sustentável dos recursos naturais, pois é uma área de grande conflito”, afirma Denise Hamú, Secretária-Geral do WWF-Brasil.

É preciso mirar-se no exemplo de ordenação territorial feito em outras áreas de conflito como a criação de 18 unidades de conservação entre junho de 2005 e junho de 2006 na região amazônica. Cerca de 13,5 milhões de hectares de floresta amazônica foram protegidos com essas medidas. Dessas áreas, 11 são apoiadas pelo Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa), o que representa 8 milhões de hectares. “O apoio desse programa inclui a manutenção das unidades de conservação a longo prazo e com isso também estimula a criação de novas áreas”, explica Cláudio Maretti, Coordenador do Programa Áreas Protegidas e Apoio ao Arpa do WWF-Brasil.

A sociedade também é responsável pela degradação da Amazônia. Ao comprar madeira, carne bovina e soja de origem desconhecida ou duvidosa, o consumidor no Brasil ou em qualquer parte do mundo está contribuindo para que o desmatamento e os conflitos sociais na Amazônia continuem altos. “É importante que os grandes atacadistas e os pequenos consumidores estejam atentos ao que compram para não estimularem, mesmo que indiretamente, ações como a grilagem de terras e o desmatamento”, alerta Leonardo Lacerda, Superintendente de Conservação do WWF-Brasil.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (0)

Álbum de fotos (0)

Marcadores

Comentários



Comitês de bacia aprovam moção contra mudanças no Código Florestal
Comitês de bacia aprovam moção contra mudanças no Código Florestal
Código Florestal aprovado ameaça produção de açaí na Amazônia
Código Florestal aprovado ameaça produção de açaí na Amazônia
Amazônia por terra e pelo ar
Amazônia por terra e pelo ar
Ministério do Meio Ambiente anuncia medidas de combate ao desmatamento
Ministério do Meio Ambiente anuncia medidas de combate ao desmatamento
22 países celebram a Hora do Planeta no continente americano
22 países celebram a Hora do Planeta no continente americano
Varginha (MG) vai apagar sua “nave espacial”
Varginha (MG) vai apagar sua “nave espacial”
Entrevista: Sofia Martins Carvalho, embaixadora do Clima
Entrevista: Sofia Martins Carvalho, embaixadora do Clima
PRIMATAS: Nova espécie de macaco é tombada no Museu Emílio Goeldi, em Belém (PA)
PRIMATAS: Nova espécie de macaco é tombada no Museu Emílio Goeldi, em Belém (PA)
Concurso de Foto e Vídeo Olhares sobre a Água e o Clima: inscrições prorrogadas
Concurso de Foto e Vídeo Olhares sobre a Água e o Clima: inscrições prorrogadas
Verão sem praia?
Verão sem praia?
Semana da Mata Atlântica
Semana da Mata Atlântica
Participação cidadã é debatida pelos conselheiros de Unidades de Conservação no Acre
Participação cidadã é debatida pelos conselheiros de Unidades de Conservação no Acre
WWF-Brasil abre debate sobre estudo da expansão da cana-de-açúcar
WWF-Brasil abre debate sobre estudo da expansão da cana-de-açúcar
Oficina debate mudanças climáticas e gestão de recursos hídricos
Oficina debate mudanças climáticas e gestão de recursos hídricos
Expedição chega ao seu destino com todos bem
Expedição chega ao seu destino com todos bem
Viveiro ajudará a recuperar rio do DF
Viveiro ajudará a recuperar rio do DF
Artistas também repudiam mudanças no Código Florestal
Artistas também repudiam mudanças no Código Florestal
Jantar oficializa lançamento da segunda fase do Arpa
Jantar oficializa lançamento da segunda fase do Arpa
Para WWF-Brasil, área de reserva legal é inegociável
Para WWF-Brasil, área de reserva legal é inegociável
Especialistas brasileiros e mexicanos visitam WWF-Brasil
Especialistas brasileiros e mexicanos visitam WWF-Brasil