Aguarde...

Crematório brasileiro fabrica urnas biodegradáveis


O Crematório Vaticano, localizado em Santa Carina, se especializou na fabricação de urnas biodegradáveis. A opção torna até mesmo a morte mais sustentável. As urnas podem ser plantadas ou jogadas ao mar com as cinzas sem prejudicar o meio ambiente

A cremação, por si só, é considerada uma opção que agride menos a natureza do que os sepultamentos tradicionais.  Isso acontece porque durante a decomposição do corpo, um líquido chamado necrochorume é eliminado por restos mortais e ele contém uma alta carga tóxica com vírus e bactérias. Esses micro-organismos, em contato com o solo e o ambiente urbano, podem transmitir doenças como hepatite e tuberculose, entre outras.

“O processo [de cremação] não polui o meio ambiente, os gases são analisados a cada seis meses por uma empresa terceirizada e as cinzas, além de não ocupar espaço no solo, também não são poluentes”, explica Mylena Cooper, sócia-diretora do Crematório Vaticano.

A empresa desenvolve urnas especiais voltadas para as famílias que optam por rituais diferentes na hora da despedida. Uma delas é a urna biodegradável, feitas de compostos orgânicos como papel reciclável, areia, sementes, folhas e tintas naturais.  Essas substâncias se integram ao meio ambiente e viram parte do solo.  As urnas podem ser plantadas com sementes de árvores nativas, onde as cinzas funcionam inclusive como adubo para a planta. Além do material ecológico, as urnas são produzidas em diversos tamanhos.

Outra ideia que vem ganhando cada vez mais adeptos é a urna hidrossolúvel, ideal para quem quer lançar as cinzas ao mar. Em formato de concha, a urna flutua por alguns minutos antes de afundar e dissolver-se, com as cinzas, na água do mar.

Segundo Mylena Cooper, sócia-diretora do crematório, a alternativa é hidrossolúvel e não agride o meio ambiente. “Percebemos que o vento acabava dispersando as cinzas e as famílias se preocupavam muito em como evitar que isso acontecesse. Em contato com artistas brasileiros criamos essa urna especial, feita em material artesanal, com papel reciclado e tintas naturais, que não agridem o meio ambiente e se dissolvem na água pouco tempo após o contato com ela”, explica Mylena. “Cada concha é feita à mão a partir de papel reciclado e pintado por um artista com corantes naturais”.

Além do material ecológico da urna, a mesma vem acompanhada de um plástico especial desenvolvido nos Estados Unidos que também dissolve na água. O plástico serve para abrigar as cinzas e é colocado dentro da urna por uma pequena tampa. A urna é selada com cola artesanal e ecológica, também hidrossolúvel.


Álbum (2)

Álbum de fotos (2)

Marcadores

Comentários



Bike entrega é opção para reduzir congestionamento em grandes cidades
Bike entrega é opção para reduzir congestionamento em grandes cidades
Pesquisadores de Belo Horizonte criam painéis solares de plástico
Pesquisadores de Belo Horizonte criam painéis solares de plástico
Cinto transforma gordura do corpo em energia
Cinto transforma gordura do corpo em energia
A menina que calou o mundo por 5 minutos
A menina que calou o mundo por 5 minutos
Google Street View chega ao Grand Canyon
Google Street View chega ao Grand Canyon
Shell recebe indesejado prêmio de pior empresa do mundo
Shell recebe indesejado prêmio de pior empresa do mundo
Donos "desatentos" recebem de volta cocô de seus cães
Donos "desatentos" recebem de volta cocô de seus cães
Maratona de Paris tem energia gerada pelos próprios corredores
Maratona de Paris tem energia gerada pelos próprios corredores
Fundo Amazônia beneficia 18 projetos de uso sustentável das florestas
Fundo Amazônia beneficia 18 projetos de uso sustentável das florestas
Arqueologia ajudará a desvendar origem da biodiversidade amazônica
Arqueologia ajudará a desvendar origem da biodiversidade amazônica
Empresa brasileira lança sandália que se desintegra após 5 anos de desuso
Empresa brasileira lança sandália que se desintegra após 5 anos de desuso
Rio de Janeiro é considerada uma das melhores cidades do mundo para ciclistas
Rio de Janeiro é considerada uma das melhores cidades do mundo para ciclistas
Fungo ameaça biodiversidade britânica
Fungo ameaça biodiversidade britânica
Artista italiano desenha árvore gigante com tinta que absorve poluição
Artista italiano desenha árvore gigante com tinta que absorve poluição
Projeto prevê revitalização de McDonald’s flutuante abandonado
Projeto prevê revitalização de McDonald’s flutuante abandonado
Carro é a pior e mais cara maneira de se deslocar em SP, diz estudo
Carro é a pior e mais cara maneira de se deslocar em SP, diz estudo
Células solares de baixo custo aumentam a duração das baterias de celulares
Células solares de baixo custo aumentam a duração das baterias de celulares
Fazenda gaúcha usa calor de churrasqueira para aquecer água de chuveiro
Fazenda gaúcha usa calor de churrasqueira para aquecer água de chuveiro
Chefe de cozinha planeja bike tour gastronômico
Chefe de cozinha planeja bike tour gastronômico
Ilhas de calor podem intensificar temporais em SP
Ilhas de calor podem intensificar temporais em SP