Aguarde...

Crematório brasileiro fabrica urnas biodegradáveis


O Crematório Vaticano, localizado em Santa Carina, se especializou na fabricação de urnas biodegradáveis. A opção torna até mesmo a morte mais sustentável. As urnas podem ser plantadas ou jogadas ao mar com as cinzas sem prejudicar o meio ambiente

A cremação, por si só, é considerada uma opção que agride menos a natureza do que os sepultamentos tradicionais.  Isso acontece porque durante a decomposição do corpo, um líquido chamado necrochorume é eliminado por restos mortais e ele contém uma alta carga tóxica com vírus e bactérias. Esses micro-organismos, em contato com o solo e o ambiente urbano, podem transmitir doenças como hepatite e tuberculose, entre outras.

“O processo [de cremação] não polui o meio ambiente, os gases são analisados a cada seis meses por uma empresa terceirizada e as cinzas, além de não ocupar espaço no solo, também não são poluentes”, explica Mylena Cooper, sócia-diretora do Crematório Vaticano.

A empresa desenvolve urnas especiais voltadas para as famílias que optam por rituais diferentes na hora da despedida. Uma delas é a urna biodegradável, feitas de compostos orgânicos como papel reciclável, areia, sementes, folhas e tintas naturais.  Essas substâncias se integram ao meio ambiente e viram parte do solo.  As urnas podem ser plantadas com sementes de árvores nativas, onde as cinzas funcionam inclusive como adubo para a planta. Além do material ecológico, as urnas são produzidas em diversos tamanhos.

Outra ideia que vem ganhando cada vez mais adeptos é a urna hidrossolúvel, ideal para quem quer lançar as cinzas ao mar. Em formato de concha, a urna flutua por alguns minutos antes de afundar e dissolver-se, com as cinzas, na água do mar.

Segundo Mylena Cooper, sócia-diretora do crematório, a alternativa é hidrossolúvel e não agride o meio ambiente. “Percebemos que o vento acabava dispersando as cinzas e as famílias se preocupavam muito em como evitar que isso acontecesse. Em contato com artistas brasileiros criamos essa urna especial, feita em material artesanal, com papel reciclado e tintas naturais, que não agridem o meio ambiente e se dissolvem na água pouco tempo após o contato com ela”, explica Mylena. “Cada concha é feita à mão a partir de papel reciclado e pintado por um artista com corantes naturais”.

Além do material ecológico da urna, a mesma vem acompanhada de um plástico especial desenvolvido nos Estados Unidos que também dissolve na água. O plástico serve para abrigar as cinzas e é colocado dentro da urna por uma pequena tampa. A urna é selada com cola artesanal e ecológica, também hidrossolúvel.


Álbum (2)

Álbum de fotos (2)

Marcadores

Comentários



Projeto mostra o que desejam as pessoas antes de morrer
Projeto mostra o que desejam as pessoas antes de morrer
Tecnologia espanhola garante estacionamento 100% seguro para bikes
Tecnologia espanhola garante estacionamento 100% seguro para bikes
Isolante térmico feito com matéria-prima reciclada reduz em até 30% gasto de energia elétrica
Isolante térmico feito com matéria-prima reciclada reduz em até 30% gasto de energia elétrica
Barraca de camping tem sinal de internet e produz energia solar para carregar celulares
Barraca de camping tem sinal de internet e produz energia solar para carregar celulares
Água radioativa vaza novamente na usina de Fukushima
Água radioativa vaza novamente na usina de Fukushima
Sueco desenvolve plataforma flutuante abastecida por energia solar
Sueco desenvolve plataforma flutuante abastecida por energia solar
Turbina eólica aproveita vapor e o calor do sol para gerar energia
Turbina eólica aproveita vapor e o calor do sol para gerar energia
Artesã faz peças criativas reaproveitando sucata de alumínio
Artesã faz peças criativas reaproveitando sucata de alumínio
Lamborghini lança linha exclusiva de bicicletas de luxo
Lamborghini lança linha exclusiva de bicicletas de luxo
Renault apresenta showroom feito em contêineres
Renault apresenta showroom feito em contêineres
Rio Grande do Sul quer liderar energia eólica no Brasil
Rio Grande do Sul quer liderar energia eólica no Brasil
Designer canadense transforma taças quebradas em luminárias
Designer canadense transforma taças quebradas em luminárias
Estudantes coordenam projeto e central de reciclagem em universidade dos EUA
Estudantes coordenam projeto e central de reciclagem em universidade dos EUA
Programa brasileiro "Madeira é Legal" é levado à Colômbia
Programa brasileiro "Madeira é Legal" é levado à Colômbia
Deputado federal tem casa construída ilegalmente em Área de Preservação Ambiental
Deputado federal tem casa construída ilegalmente em Área de Preservação Ambiental
Como preparar uma ceia de natal saudável
Como preparar uma ceia de natal saudável
Aumento nas temperaturas pode elevar em 45% casos de dengue
Aumento nas temperaturas pode elevar em 45% casos de dengue
Surfista brasileiro cria pranchas ecológicas com garrafas PET
Surfista brasileiro cria pranchas ecológicas com garrafas PET
Brasil terá índice para avaliar felicidade e bem-estar da população
Brasil terá índice para avaliar felicidade e bem-estar da população
São Paulo terá novo parque abastecido por energia solar
São Paulo terá novo parque abastecido por energia solar