Aguarde...

Consórcio Amazoniar lança revista em Brasília




Por Bruno Taitson

O Consórcio Amazoniar, parceria entre Associação de Defesa Etno-Ambiental Kanindé, Centro de Trabalhadores da Amazônia (CTA), Conselho de Manejo Florestal (FSC-Brasil), SOS AMAZÔNIA e WWF-Brasil, lançou nesta segunda-feira (19 de novembro), em Brasília, a revista Um novo jeito de contribuir para a conservação e o desenvolvimento: A experiência do consórcio na região do Sudoeste da Amazônia.

O lançamento aconteceu no Rayuela Livraria e Bistrô (SCLS 412, Bloco B, Loja 3 - Brasília), a partir das 19h. No local, representantes das organizações que compõem o consórcio compartilharam experiências, lições aprendidas e resultados obtidos ao longo dos quatro anos do projeto.

A revista, publicada em inglês e português, relata as experiências do Consórcio Amazoniar desde sua criação, em 2003. A iniciativa criou um sistema integrado de gestão ambiental e uso sustentável dos recursos naturais no Sudoeste da Amazônia, conectando comunidades e paisagens florestais para obter um desenvolvimento ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente viável na região.

Segundo Alberto Tavares, representante do WWF-Brasil na coordenação do Amazoniar, o modelo de consórcio foi escolhido como forma de assegurar ampla participação de todos os atores envolvidos nos processos de tomada de decisão. “Desenvolvemos um sistema participativo de governança social, não-hierárquico e em rede, baseado em uma estrutura horizontal e cooperativa”, relata.

Apoiado pela Agência de Cooperação para o Desenvolvimento Internacional do Governo dos Estados Unidos (USAID), o Consórcio teve como principal objetivo fortalecer e expandir as ações socioambientais das cinco organizações participantes, promovendo conservação e beneficiando comunidades tradicionais.

Para atingir o objetivo, as atividades do Amazoniar foram divididas entre políticas de planejamento e gestão territorial, promoção do manejo sustentável de florestas e desenvolvimento de mercados para produtos e serviços da floresta para viabilizar economicamente e socialmente as atividades executadas.

Ana Yang, representante do Conselho de Manejo Florestal (FSC-Brasil) e atual coordenadora do Consórcio, ressalta que foram obtidas importantes conquistas ao longo dos quatro anos, mas é necessário ir além. “O desafio é consolidar os importantes resultados obtidos, bem como magnificar o que já alcançamos em um segundo ciclo do Consórcio Amazoniar”, salienta.

Compareceram à cerimônia de lançamento da revista a secretária-geral do WWF-Brasil, Denise Hamú, o coordenador geral de programas de meio ambiente da USAID, Eric Stoner, o diretor da ACT Brasil, Vasco van Roosmalen, e o diretor técnico do Instituto Internacional de Educação do Brasil, Gordon Armstrong, além de outros convidados e representantes das ONGs envolvidas no Consórcio Amazoniar.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (0)

Álbum de fotos (0)

Marcadores

Comentários



Cidades apagam as luzes para alertar sobre mudanças do clima
Cidades apagam as luzes para alertar sobre mudanças do clima
Abertas as inscrições para a Bolsa Prince Bernhard
Abertas as inscrições para a Bolsa Prince Bernhard
Congresso mira nas áreas protegidas
Congresso mira nas áreas protegidas
Acre preparado para a Hora do Planeta 2010
Acre preparado para a Hora do Planeta 2010
São Paulo sedia primeiro Fórum Brasileiro da Água
São Paulo sedia primeiro Fórum Brasileiro da Água
Natureza Viva ganha prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente
Natureza Viva ganha prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente
Pantanal Integrado
Pantanal Integrado
O alerta que vem do cerrado
O alerta que vem do cerrado
Vídeo alerta para os efeitos negativos das alterações no Código Florestal
Vídeo alerta para os efeitos negativos das alterações no Código Florestal
Melhores práticas agrícolas podem reduzir impactos sobre o Cerrado
Melhores práticas agrícolas podem reduzir impactos sobre o Cerrado
Amazônia ganha seu primeiro plano de recursos hídricos
Amazônia ganha seu primeiro plano de recursos hídricos
Apagão reforça necessidade de diversificar matriz elétrica
Apagão reforça necessidade de diversificar matriz elétrica
5 de junho: lute pelo meio ambiente
5 de junho: lute pelo meio ambiente
2ª Vigília pelo Código Florestal abre a semana de mobilização pela conservação do meio ambiente
2ª Vigília pelo Código Florestal abre a semana de mobilização pela conservação do meio ambiente
Expresse suas idéias!
Expresse suas idéias!
Projeto de manejo do pirarucu apresenta resultados positivos
Projeto de manejo do pirarucu apresenta resultados positivos
WWF está em quarto lugar no Shorty Awards do Twitter, em sua categoria
WWF está em quarto lugar no Shorty Awards do Twitter, em sua categoria
Plantações responsáveis. Isso é possível?
Plantações responsáveis. Isso é possível?
WWF-Brasil e Companhia Athletica firmam parceria
WWF-Brasil e Companhia Athletica firmam parceria
Fórum de Comitês de Bacias Hidrográficas debate os desafios da gestão das águas no Brasil
Fórum de Comitês de Bacias Hidrográficas debate os desafios da gestão das águas no Brasil