Aguarde...

Cientistas norte-americanos criam primeiro "adesivo" solar ultraflexível


 

Cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, são os responsáveis por criar painéis solares flexíveis, que podem ser aplicados em celulares, janelas ou telhados, por exemplo. O objeto é feito com silício, dióxido de silício e níquel.

Estes são os primeiros protótipos de painéis solares adesivos, ultraflexíveis e que tem grossura similar a um filme fotográfico. Diferente das células fotovoltaicas comuns que são grandes e rígidas, como afirma Chi Hwan Lee, um dos pesquisadores responsável pelo projeto.

Apesar de ser bem diferente, a tecnologia pode ser criada com redução de custos.  "Materiais não convencionais, em geral, são difíceis de usar porque as células fotovoltaicas têm superfície irregular e não lidam bem com processos químicos e térmicos necessários", afirmou a professora de engenharia Xiaolin Zheng, da Universidade de Stanford.

"Nós superamos o problema criando este painel adesivo, que dá flexibilidade e potencial de ser aplicado em várias superfícies. A aplicabilidade ainda reduz o peso e o custo geral", completa Xiaolin.

Para construir o adesivo solar, uma camada de níquel foi depositada na superfície do silício, em seguida as células fotovoltaicas finas são colocadas sobre o metal e depois cobertas com um polímero protetor.

A partir daí é colocada uma fita protetora ativada com calor, o que permite a aderência em diferentes superfícies. De acordo com os cientistas, essa composição deve ser mergulhada em um recipiente com água e depois deve ser aquecido a 90º C por alguns segundos.

O resultado é um objeto capaz de ser aplicado em qualquer superfície com fita dupla-face comum ou outro tipo de fita adesiva. "Você pode colocá-las em um capacete de motociclista, em um celular, em suas janelas, no telhado de casas, em roupas, no carro, em aparelhos eletrônicos - virtualmente tudo", garante a cientista Xiaolin.

A pesquisa foi publicada no periódico "Scientific Reports", na última quinta-feira (20). Segundo o estudo, a tecnologia pode ser aplicada em papel, plástico ou vidro, entre outras superfícies, sem perder a eficiência na captação da energia. Com informações do G1.

Fonte: CicloVivo


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Bexigas poderão produzir energia para 4,5 mil residências em Nova Iorque
Bexigas poderão produzir energia para 4,5 mil residências em Nova Iorque
Gucci lança linha de calçados feitos em plástico biodegradável
Gucci lança linha de calçados feitos em plástico biodegradável
Recife libera ciclofaixa para skatistas e patinadores
Recife libera ciclofaixa para skatistas e patinadores
Novo modelo de carro elétrico chega a 249 km/h
Novo modelo de carro elétrico chega a 249 km/h
Museu virtual do câncer realiza concurso sobre os perigos da má alimentação
Museu virtual do câncer realiza concurso sobre os perigos da má alimentação
Empresa japonesa desenvolve minicarro elétrico que pode ser controlado por smartphone
Empresa japonesa desenvolve minicarro elétrico que pode ser controlado por smartphone
Ateliê paraibano investe em bolsas de algodão ecológico
Ateliê paraibano investe em bolsas de algodão ecológico
Outdoor produz água potável a partir da umidade do ar
Outdoor produz água potável a partir da umidade do ar
Através de assobios personalizados, golfinhos se chamam pelo nome
Através de assobios personalizados, golfinhos se chamam pelo nome
Fungo ameaça biodiversidade britânica
Fungo ameaça biodiversidade britânica
Australianos tornam mais eficiente a transformação da água do mar em combustível
Australianos tornam mais eficiente a transformação da água do mar em combustível
Greenpeace lança "Duelo da Moda": disputa ecológica entre 15 marcas de luxo
Greenpeace lança "Duelo da Moda": disputa ecológica entre 15 marcas de luxo
Cientistas norte-americanos criam primeiro "adesivo" solar ultraflexível
Cientistas norte-americanos criam primeiro "adesivo" solar ultraflexível
Joalheria carioca realiza vendas em prol do combate ao câncer
Joalheria carioca realiza vendas em prol do combate ao câncer
Empresas de água perdem até 35,7% do faturamento com vazamentos e ligações clandestinas
Empresas de água perdem até 35,7% do faturamento com vazamentos e ligações clandestinas
Conheça os vencedores do concurso cultural "Plante um anúncio em Cannes"
Conheça os vencedores do concurso cultural "Plante um anúncio em Cannes"
Parque mexicano entra no Guinness por recorde na produção de araras
Parque mexicano entra no Guinness por recorde na produção de araras
IBM anuncia gerador de energia solar capaz de dessalinizar água
IBM anuncia gerador de energia solar capaz de dessalinizar água
Rede possibilita que empresas façam gestão de resíduos
Rede possibilita que empresas façam gestão de resíduos
Expectativa de vida cresce, porém vivemos mais tempo doentes
Expectativa de vida cresce, porém vivemos mais tempo doentes