Aguarde...

Cientistas norte-americanos criam primeiro "adesivo" solar ultraflexível


 

Cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, são os responsáveis por criar painéis solares flexíveis, que podem ser aplicados em celulares, janelas ou telhados, por exemplo. O objeto é feito com silício, dióxido de silício e níquel.

Estes são os primeiros protótipos de painéis solares adesivos, ultraflexíveis e que tem grossura similar a um filme fotográfico. Diferente das células fotovoltaicas comuns que são grandes e rígidas, como afirma Chi Hwan Lee, um dos pesquisadores responsável pelo projeto.

Apesar de ser bem diferente, a tecnologia pode ser criada com redução de custos.  "Materiais não convencionais, em geral, são difíceis de usar porque as células fotovoltaicas têm superfície irregular e não lidam bem com processos químicos e térmicos necessários", afirmou a professora de engenharia Xiaolin Zheng, da Universidade de Stanford.

"Nós superamos o problema criando este painel adesivo, que dá flexibilidade e potencial de ser aplicado em várias superfícies. A aplicabilidade ainda reduz o peso e o custo geral", completa Xiaolin.

Para construir o adesivo solar, uma camada de níquel foi depositada na superfície do silício, em seguida as células fotovoltaicas finas são colocadas sobre o metal e depois cobertas com um polímero protetor.

A partir daí é colocada uma fita protetora ativada com calor, o que permite a aderência em diferentes superfícies. De acordo com os cientistas, essa composição deve ser mergulhada em um recipiente com água e depois deve ser aquecido a 90º C por alguns segundos.

O resultado é um objeto capaz de ser aplicado em qualquer superfície com fita dupla-face comum ou outro tipo de fita adesiva. "Você pode colocá-las em um capacete de motociclista, em um celular, em suas janelas, no telhado de casas, em roupas, no carro, em aparelhos eletrônicos - virtualmente tudo", garante a cientista Xiaolin.

A pesquisa foi publicada no periódico "Scientific Reports", na última quinta-feira (20). Segundo o estudo, a tecnologia pode ser aplicada em papel, plástico ou vidro, entre outras superfícies, sem perder a eficiência na captação da energia. Com informações do G1.

Fonte: CicloVivo


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Nissan estuda fábrica de carros elétricos no Rio
Nissan estuda fábrica de carros elétricos no Rio
Caatinga pode ser mais eficiente do que florestas tropicais na absorção de CO2
Caatinga pode ser mais eficiente do que florestas tropicais na absorção de CO2
Tinta térmica pode substituir ar condicionado
Tinta térmica pode substituir ar condicionado
Cola sem solventes é desenvolvida por engenheira química brasileira
Cola sem solventes é desenvolvida por engenheira química brasileira
TOP 5 – Cidades do Futuro
TOP 5 – Cidades do Futuro
Projeto mostra o que desejam as pessoas antes de morrer
Projeto mostra o que desejam as pessoas antes de morrer
SOS Mata Atlântica e Inpe divulgam "Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica"
SOS Mata Atlântica e Inpe divulgam "Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica"
Brasil terá índice para avaliar felicidade e bem-estar da população
Brasil terá índice para avaliar felicidade e bem-estar da população
Cada árvore da Mata Atlântica chega a retirar 163 kg de CO2 da atmosfera
Cada árvore da Mata Atlântica chega a retirar 163 kg de CO2 da atmosfera
Maior usina de biogás de Israel produzirá energia usando esterco de gado
Maior usina de biogás de Israel produzirá energia usando esterco de gado
Aplicativo dá dicas para usuário levar uma vida mais sustentável
Aplicativo dá dicas para usuário levar uma vida mais sustentável
Pnuma e FAO lançam campanha para reduzir desperdício de alimentos no mundo
Pnuma e FAO lançam campanha para reduzir desperdício de alimentos no mundo
Brasileiros criam cinema itinerante movido a energia solar
Brasileiros criam cinema itinerante movido a energia solar
Moto elétrica com autonomia de 350 km dá volta ao mundo
Moto elétrica com autonomia de 350 km dá volta ao mundo
Cientistas descobrem técnica para tornar LED mais eficiente
Cientistas descobrem técnica para tornar LED mais eficiente
Máquina para uso doméstico transforma óleo usado em biodiesel
Máquina para uso doméstico transforma óleo usado em biodiesel
Inflação torna brasileiro mais consciente na hora de consumir
Inflação torna brasileiro mais consciente na hora de consumir
Zoológico ganha arena cultural e novo complexo ambulatorial
Zoológico ganha arena cultural e novo complexo ambulatorial
SOS Mata Atlântica e Cetesb fecham parceria por restauração ambiental
SOS Mata Atlântica e Cetesb fecham parceria por restauração ambiental
Conheça os principais inimigos das árvores nas zonas urbanas
Conheça os principais inimigos das árvores nas zonas urbanas