Aguarde...

Cientistas assinam carta defendendo os resultados da Ciência Climática




No dia 7 de Maio de 2010, a revista Science, uma das mais importantes publicações científicas do mundo, publicou uma carta assinada conjuntamente por 255 membros da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos. Nela, os pesquisadores defenderam a robusteza da ciência climática, destacando as principais conclusões de estudos sobre o tema:

1) o planeta está esquentando devido ao aumento da concentração de gases de efeito estufa na atmosfera terrestre; 2) este aumento é devido majoritariamente ao lançamento desenfreado de gases de efeito estufa por parte do ser humano, sobretudo em decorrência do uso de combustíveis fósseis e do desmatamento; 3) mudanças naturais no clima do planeta sempre ocorreram, mas hoje estão sendo superadas por mudanças induzidas pelo Homem; 4) o aquecimento do planeta causará mudanças nos padrões climáticos a ritmos acelerados e perigosos, como aumento do nível do mar e alterações nos ciclos hidrológicos; e 5) a combinação complexa destas mudanças ameaça comunidades e cidades costeiras, a disponibilidade de comida e água, ecossistemas florestais e aquáticos e muito mais.

O WWF-Brasil vê com muitos bons olhos esta defesa por parte da classe científica, injustamente assediada recentemente. Verdade que parte das dúvidas sobre a ciência climática decorre da falta de compreensão da população a respeito dos processos científicos. “Não existe uma teoria científica perfeita. Existe, sim, uma série de evidências que corroboram uma teoria até outra teoria melhor a substituir. Para todos os fins práticas, a verdade é ditada pelas teorias vigentes e, no caso da ciência climática, esta verdade é ditada pelo Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima (IPCC) que congrega os maiores especialistas sobre o tema em todo o mundo”, afirma Carlos Alberto de Mattos Scaramuzza, superintendente de Conservação do WWF-Brasil.

Mas, parte importante do problema existe em decorrência de interesses escusos pouco interessados em alterar o status quo. “O debate científico sobre o clima do planeta não pode ser contaminado por interesses políticos ou econômicos. A ciência deve ser a base para a sociedade tomar decisões. Corrompê-la é corromper nossa capacidade de agir enquanto ser humano racional”, afirma Carlos Rittl, coordenador do Programa de Mudanças Climáticas e Energia do WWF-Brasil. Se não agirmos imediatamente implementando políticas que facilitam a transição das sociedades em direção a uma economia de baixo-carbono, as conseqüências serão terríveis tanto para os ambientes naturais quanto para os seres humanos.

A carta dos cientistas pode ser acessada em: http://assets.wwfbr.panda.org/downloads/climate_statement.pdf (em inglês).


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Estudo destaca áreas protegidas como estratégia para conter mudanças climáticas
Estudo destaca áreas protegidas como estratégia para conter mudanças climáticas
Brasil se mobiliza por sete dias em defesa da natureza
Brasil se mobiliza por sete dias em defesa da natureza
Tendência mundial das áreas protegidas é unir biológico e social
Tendência mundial das áreas protegidas é unir biológico e social
Menos lixo, mais vida
Menos lixo, mais vida
Confirmada a adesão de 23 cidades à Hora do Planeta, mas dezenas já se mobilizam em todo o País
Confirmada a adesão de 23 cidades à Hora do Planeta, mas dezenas já se mobilizam em todo o País
Pegada ecológica integra Mostra de Soluções Sustentáveis em Campo Grande (MS)
Pegada ecológica integra Mostra de Soluções Sustentáveis em Campo Grande (MS)
Reunião sobre baleias termina em fracasso após exclusão das ONGs e da mídia
Reunião sobre baleias termina em fracasso após exclusão das ONGs e da mídia
Câmara dos Deputados apaga as luzes por um mundo melhor
Câmara dos Deputados apaga as luzes por um mundo melhor
Comissão de Constituição e Justiça apresenta parecer sobre reforma do Código Florestal
Comissão de Constituição e Justiça apresenta parecer sobre reforma do Código Florestal
Inscrições para prêmio de tecnologia social vão até 22 de julho
Inscrições para prêmio de tecnologia social vão até 22 de julho
Belo Horizonte recebe ações de consumo responsável e reciclagem
Belo Horizonte recebe ações de consumo responsável e reciclagem
Pesquisa mostra opinião dos brasileiros sobre a proposta de "novo código" florestal
Pesquisa mostra opinião dos brasileiros sobre a proposta de "novo código" florestal
Abertas as inscrições para a Bolsa Prince Bernhard 2011
Abertas as inscrições para a Bolsa Prince Bernhard 2011
Esforço conjunto para recuperar o rio Peruaçu
Esforço conjunto para recuperar o rio Peruaçu
Dr. Carlos Nobre recebe Prêmio WWF-Brasil Personalidade Ambiental
Dr. Carlos Nobre recebe Prêmio WWF-Brasil Personalidade Ambiental
Comunidade da Juréia discute Reservas de Desenvolvimento Sustentável
Comunidade da Juréia discute Reservas de Desenvolvimento Sustentável
Decretado o congelamento da área proposta para unidade de conservação em Bertioga
Decretado o congelamento da área proposta para unidade de conservação em Bertioga
Setor privado se engaja na conservação da biodiversidade
Setor privado se engaja na conservação da biodiversidade
WWF-Brasil, Consórcio São João e HSBC Seguros ampliam recuperação da bacia do São João
WWF-Brasil, Consórcio São João e HSBC Seguros ampliam recuperação da bacia do São João
Candidatos de Campo Grande se comprometem a dar continuidade ao trabalho da Pegada Ecológica
Candidatos de Campo Grande se comprometem a dar  continuidade ao trabalho da  Pegada Ecológica