Aguarde...

Chineses podem parar de usar hashis por escassez de árvores


Faz tempo que o hábito de comer com um par de palitinhos está ameaçando as florestas da China. No país oriental, as autoridades públicas já pedem para a população substituir os hashis por garfo e faca, uma vez que são derrubadas cerca de 20 milhões de árvores por ano para produzir os tradicionais talheres descartáveis.

O cerco fechou não só para a indústria de hashis da China, mas também para boa parte da população, que joga no lixo cerca de 80 milhões de pares de palitinhos por ano. “Temos que mudar nossos hábitos de consumo”, diz Bai Guangxin, presidente do Grupo de Indústria Florestal de Jilin.

Para enfrentar o problema, Guangxin lembra que, em 2006, o governo chinês começou a adotar medidas de restrição à fabricação dos hashis – instituindo, no mesmo ano, um imposto de 5% para a indústria dos palitinhos.

Em 2009, o presidente da China anunciou que o país tem planos para aumentar sua área florestal em 40 milhões de hectares até 2020 – e que a fabricação de hashis era uma das maiores vilãs para o desenvolvimento sustentável das florestas chinesas. Contudo, o país é o maior importador de madeira no mundo.

Esta não é a primeira mudança em nome do desenvolvimento sustentável que envolve hábitos culturais e alimentares dos chineses. Em fevereiro, o CicloVivo noticiou que o país pode banir o churrasco em áreas urbanas, com o objetivo de reduzir a poluição atmosférica nas metrópoles. Com informações do InHabitat.

Fonte: CicloVivo


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Malwee lança campanha "Eu abraço sustentabilidade com estilo"
Malwee lança campanha "Eu abraço sustentabilidade com estilo"
Investimento em biocombustível pode piorar poluição atmosférica
Investimento em biocombustível pode piorar poluição atmosférica
África do Sul condena pescador de grande tubarão-branco
África do Sul condena pescador de grande tubarão-branco
Curso para formação de monitores ambientais
Curso para formação de monitores ambientais
Artistas transformam fábrica centenária em centro de trabalho colaborativo
Artistas transformam fábrica centenária em centro de trabalho colaborativo
O que sobrou da Mata Atlântica?
O que sobrou da Mata Atlântica?
Shopping de Minas dá exemplo de como ser socialmente responsável na construção civil
Shopping de Minas dá exemplo de como ser socialmente responsável na construção civil
Britânicos apostam em casas-contêiner para ajudar desabrigados
Britânicos apostam em casas-contêiner para ajudar desabrigados
Carvoaria no Rio é autuada por trabalho escravo e utilização de vegetação da Mata Atlântica
Carvoaria no Rio é autuada por trabalho escravo e utilização de vegetação da Mata Atlântica
Quenianos transformam garrafa de água em carregador de celular
Quenianos transformam garrafa de água em carregador de celular
Tráfico de animais movimenta US$ 19 bilhões ao ano, diz WWF
Tráfico de animais movimenta US$ 19 bilhões ao ano, diz WWF
Pesquisa prova que jovens brasileiros estão dispostos a lutar por causas ambientais
Pesquisa prova que jovens brasileiros estão dispostos a lutar por causas ambientais
IBGE lança estudo "O Brasil Indígena"
IBGE lança estudo "O Brasil Indígena"
Empresa britânica reaproveita contêineres para construir bar em Manchester
Empresa britânica reaproveita contêineres para construir bar em Manchester
Aplicativo questiona "O que realmente te deixa feliz?"
Aplicativo questiona "O que realmente te deixa feliz?"
Caixa capacita famílias para trabalhar com energia solar
Caixa capacita famílias para trabalhar com energia solar
CicloFaixa de SP terá passeio noturno nos sábados que antecedem o Natal
CicloFaixa de SP terá passeio noturno nos sábados que antecedem o Natal
Carregador solar de alta eficiência tem tamanho de uma folha de sulfite
Carregador solar de alta eficiência tem tamanho de uma folha de sulfite
Pesquisa ignorada pelo Governo aponta aumento de 97% no desmatamento
Pesquisa ignorada pelo Governo aponta aumento de 97% no desmatamento
Walmart monitora origem de carne por satélite
Walmart monitora origem de carne por satélite