Aguarde...

Caxias do Sul recebe programa de consumo consciente e reciclagem




por Warner Bento Filho, de Caxias do Sul

WWF Brasil, Banco do Brasil e Fundação Banco do Brasil vão ajudar o município de Caxias do Sul (RS) a melhorar ainda mais sua relação com seus resíduos sólidos. Os parceiros desenvolvem programa concebido pelo BB, o Água Brasil, que inclui ações relacionadas a consumo consciente e reciclagem de resíduos.

Localizado na Serra Gaúcha, o município de 435 mil habitantes é um dos poucos no Brasil que contam com serviço de coleta seletiva. Todos os dias, a cidade evita que aproximadamente 90 toneladas de materiais recicláveis (Cerca de 20% do total de resíduos) cheguem ao aterro sanitário, gerando trabalho e renda para as organizações de catadores, diminuindo a poluição relacionada ao lixo e diminuindo a pressão sobre os recursos naturais.

Todo o material reciclável recolhido é destinado a 13 associações de catadores, que vendem o material para a indústria, depois de triado e prensado.

A coleta seletiva de Caxias do Sul evoluiu ao longo de 20 anos, desde 1991, quando o serviço teve início. Hoje, o serviço é feita de várias formas na cidade: em contêineres dispostos nas ruas do centro, de porta em porta e, em alguns bairros, com base em troca por alimentos, batizada de troca solidária: a prefeitura dá um quilo de alimentos frescos, adquiridos de agricultores da região, para cada quatro quilos de resíduos recicláveis.

Desde que a troca solidária teve início, em junho de 2009, 500 toneladas de resíduos foram recolhidos por meio do programa. Hoje, a troca solidária recebe, em média, cerca de 8 mil toneladas de resíduos recicláveis por mês.

Todo o resíduo não reciclável recolhido na cidade é destinado ao aterro sanitário de Rincão das Flores, em Vila Seca, construído e operado segundo rígidas normas de controle. 

“Caxias do Sul, que já é um exemplo para o Brasil em termos de reciclagem, pode melhorar ainda mais a prestação deste serviço. Para isso, é fundamental a participação de todos. Desde a dona de casa, evitando misturar seu lixo orgânico com o lixo seco, até os grandes geradores, que devem ter políticas apropriadas para a destinação de seus resíduos”, diz Fábio Cidrin, coordenador do Programa de Educação para Sociedades Sustentáveis do WWF-Brasil.

“Nosso plano de trabalho em Caxias não está fechado, justamente porque está sendo construído em parceria com Prefeitura, catadores, empresários, Universidade, comunidades, associações de moradores, enfim, todos os atores envolvidos. Mas uma de nossas prioridades é valorizar a parcela orgânica dos resíduos, transformando esse material em adubo, húmus de minhoca e biogás. Queremos, também, fortalecer as organizações de catadores. Com iniciativas como estas, pretendemos ampliar a coleta de material reciclável”, diz Cidrin.

Caxias do Sul é um dos cinco municípios brasileiros que recebem ações relacionadas a consumo consciente e reciclagem de resíduos pelo programa Água Brasil. Além de Caxias do Sul, integram o grupo Belo Horizonte (MG), Natal (RN), Pirenópolis (GO) e Rio Branco (AC). Nestas cidades, as organizações parceiras vão estimular a mudança de comportamento e valores em relação à produção e destino dos resíduos sólidos e disseminar os princípios do consumo consciente. As ações a serem implementadas vão permitir que os modelos desenvolvidos possam ser replicados nos demais municípios brasileiros.

Agricultura

A parceria entre o WWF-Brasil, Banco do Brasil e Fundação Banco do Brasil, inclui também ações em 14 microbacias hidrográficas nos diferentes biomas brasileiros, incentivando boas práticas agrícolas voltadas à melhoria da qualidade das águas e à ampliação da cobertura da vegetação natural. Nestas ações, é também parceira do programa a Agência Nacional de Águas (ANA).

A iniciativa prevê, também, a realização de estudos para aperfeiçoar os critérios socioambientais utilizados nos processos de financiamento e investimento do Banco do Brasil, contribuindo para a redução de risco e impactos socioambientais. E prevê, ainda, ações para aprimorar os modelos de negócios voltados ao desenvolvimento regional sustentável e ampliar o portfólio de produtos e serviços financeiros com contribuição socioambiental do BB.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Sociedade civil quer metas ambiciosas para salvar a biodiversidade do planeta
Sociedade civil quer metas ambiciosas para salvar a biodiversidade do planeta
Número de queimadas cresce 350% no Cerrado
Número de queimadas cresce 350% no Cerrado
Camiseta panda da Track & Field entra no ranking das mais vendidas
Camiseta panda da Track & Field entra no ranking das mais vendidas
Dr. Carlos Nobre recebe Prêmio WWF-Brasil Personalidade Ambiental
Dr. Carlos Nobre recebe Prêmio WWF-Brasil Personalidade Ambiental
Estudo mostra importância de áreas protegidas na redução de emissões
Estudo mostra importância de áreas protegidas na redução de emissões
Construção de estradas florestais requer qualificação
Construção de estradas florestais requer qualificação
TicTacTicTac: festa para entrar no clima
TicTacTicTac: festa para entrar no clima
A história da Convenção de Clima, Protocolo de Quioto e próximo acordo global de clima
A história da Convenção de Clima, Protocolo de Quioto e próximo acordo global de clima
Acre: DVD e livro coroam sucesso da Feira do Pirarucu
Acre: DVD e livro coroam sucesso da Feira do Pirarucu
Queimadas cobrem a capital brasileira com fumaça
Queimadas cobrem a capital brasileira com fumaça
Hora do Planeta é celebrada ao redor do mundo
Hora do Planeta é celebrada ao redor do mundo
Belém sedia última edição de 2007 do curso de gestão de UCs da Amazônia
Belém sedia última edição de 2007 do curso de gestão de UCs da Amazônia
Negociações de ABS surpreendem e geram preocupação sobre bom resultado da COP 10
Negociações de ABS surpreendem e geram preocupação sobre bom resultado da COP 10
Notícias da Hora do Planeta da Noruega até a Inglaterra
Notícias da Hora do Planeta da Noruega até a Inglaterra
Com charme e determinação, peixe e pingüim desvendam os segredos da biodiversidade
Com charme e determinação, peixe e pingüim desvendam os segredos da biodiversidade
Investir em conservação ambiental é um bom negócio
Investir em conservação ambiental é um bom negócio
Segunda etapa de expedição tem mais desafios e pode mobilizar descobertas científicas no Amazonas e Mato Grosso
Segunda etapa de expedição tem mais desafios e pode mobilizar descobertas científicas no Amazonas e Mato Grosso
Já estamos na região amazônica
Já estamos na região amazônica
Reuniões do IPCC vão noite a dentro
Reuniões do IPCC vão noite a dentro
Nova revista do WWF-Brasil. Ajude a nomeá-la.
Nova revista do WWF-Brasil. Ajude a nomeá-la.