Aguarde...

Campanha Veta, Dilma! pede à Presidente do Brasil para não permitir mais desmatamentos




Na manhã desta quarta-feira (14) uma manifestação em frente à embaixada brasileira em Berlim marcará mais uma fase da campanha Veta, Dilma!

Idealizada pelo WWF-Brasil, a ciberação Veta, Dilma! ganha adeptos em várias partes do mundo. A campanha tem versões em português, inglês, espanhol e alemão.

O ato em Berlim mostrará que em menos de uma semana foram colhidas 63 mil adesões para envio da mensagem à presidente do Brasil.

O objetivo é lembrar à presidente do compromisso público feito durante a campanha presidencial de não permitir ou autorizar qualquer iniciativa que promova desmatamentos ilegais e mais destruição de florestas.

Um telefone de emergência vermelho, cartazes de protesto e até mesmo uma bateria de samba e apresentações de capoeira chamam a atenção de alemães e brasileiros residentes naquele país para a situação brasileira e as conseqüências da reforma do Código Florestal brasileiro.

“Estamos chamando a atenção da sociedade para que esteja atenta a este tema tão complexo, que terá repercussão na vida de todos no Brasil e no mundo. É fundamental que a presidente cumpra com sua palavra e vete os dispositivos que concedam anistia a crimes ambientais e que promovam desmatamentos”, afirmou Maria Cecília Wey de Brito, secretária-geral do WWF-Brasil.

Clima
As mudanças na lei chamaram a atenção também durante a Conferência do Clima das Nações Unidas em Durban, na África do Sul, encerrada no último dia 11.

Para o WWF-Brasil, a implementação de reforma do Código Florestal da maneira como está hoje induziria novos desmatamentos e comprometeria o cumprimento de acordos internacionais brasileiros especialmente aqueles firmados nas conferências de Clima e de Diversidade Biológica.

“O Brasil vem assumindo uma postura de liderança na conservação ambiental e se comprometeu internacionalmente a cumprir metas de redução de emissão de gases de efeito estufa e de conservação da biodiversidade”, explicou a secretária-geral do WWF-Brasil.

“Com a reforma do Código Florestal estão em jogo riquezas naturais únicas do Brasil – que nos tornam diferentes e competitivos, inclusive na agricultura. O Brasil pode e deveria assumir uma postura de liderança global na nova economia verde, preservando seus ecossistemas e ativos ambientais e promovendo o verdadeiro desenvolvimento sustentável. Com essa campanha, estamos lembrando à presidente Dilma Rousseff que ela pode e deve assumir essa liderança”, concluiu Wey de Brito.

2012
O debate em torno da reforma do Código Florestal continuará em 2012 com a decisão anunciada ontem (13/12) por líderes de partido que a votação do projeto na Câmara dos Deputados acontecerá em março do próximo ano.

A sociedade continuará mobilizada. Adicione seu nome e email, apóie esta campanha e ajude a proteger a natureza. Nós falamos por ela. Diga: "Veta, Dilma!"



Fonte: WWF - Brasil


Álbum (3)

Álbum de fotos (3)

Marcadores

Comentários



Destruição de florestas é considerada problema grave para 98% da população
Destruição de florestas é considerada problema grave para 98% da população
WWF-Brasil lança documentário sobre mudanças climáticas
WWF-Brasil lança documentário sobre mudanças climáticas
Aviso de sobrecarga da Terra: Em 21 de agosto, excedemos o orçamento da natureza
Aviso de sobrecarga da Terra: Em 21 de agosto, excedemos o orçamento da natureza
Panda retoma parceria com Associação Mico Leão Dourado
Panda retoma parceria com Associação Mico Leão Dourado
Molocopote foi aldeamento dos índios wayana
Molocopote foi aldeamento dos índios wayana
Expedição científica pode gerar novas descobertas para a Ciência
Expedição científica pode gerar novas descobertas para a Ciência
Nova ferramenta pode evitar conflitos na construção de hidrelétricas
Nova ferramenta pode evitar conflitos na construção de hidrelétricas
Dia da Árvore: CNBB alerta para mudanças no Código Florestal
Dia da Árvore: CNBB alerta para mudanças no Código Florestal
Rede WWF repudia possível massacre de Yanomamis
Rede WWF repudia possível massacre de Yanomamis
IPCC: Não há mais tempo a perder, é preciso combater as mudanças climáticas agora
IPCC: Não há mais tempo a perder, é preciso combater as mudanças climáticas agora
Música clássica para defender a Amazônia
Música clássica para defender a Amazônia
Biodiversidade está na pauta da Câmara dos Deputados
Biodiversidade está na pauta da Câmara dos Deputados
Entrevista com o presidente da Caesb, Fernando Leite
Entrevista com o presidente da Caesb, Fernando Leite
Grande evento e visitação maciça marcam abertura da Exposição Água para a Vida Água para todos em BH
Grande evento e visitação maciça marcam abertura da Exposição Água para a Vida Água para todos em BH
Decisão da Justiça dá fôlego para conservação da Bacia Hidrográfica do Tapajós
Decisão da Justiça dá fôlego para conservação da Bacia Hidrográfica do Tapajós
Exposição mostra área inexplorada da Amazônia
Exposição mostra área inexplorada da Amazônia
Expedição chega ao seu destino com todos bem
Expedição chega ao seu destino com todos bem
Estrada da soja ameaça patrimônio da humanidade
Estrada da soja ameaça patrimônio da humanidade
Texto da Rio+20 é “enxugado”, mas só será fechado na segunda
Texto da Rio+20 é “enxugado”, mas só será fechado na segunda
Projeto Sapicuá lança cartilha para o artesanato pantaneiro
Projeto Sapicuá lança cartilha para o artesanato pantaneiro