Aguarde...

Brasil, Argentina, Bolívia e Paraguai definem programa para gestão da bacia do Paraguai




 Na Semana Mundial do Meio Ambiente, representantes do Brasil, Argentina, Bolívia e Paraguai deram a largada para a constituição do projeto Sinergia, que é parte integrante do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Áreas Úmidas (INAU), sendo uma das principais ações desenvolvidas pelo Centro de Pesquisa do Pantanal (CPP). O projeto trata da gestão de recursos hídricos do Pantanal e da Bacia do Rio Paraguai. 
 
O primeiro encontro está ocorrendo desde ontem e segue até dia 5 de junho, na cidade de Chapada dos Guimarães, Mato Grosso. “Nosso objetivo é fomentar a criação de redes de pesquisa em todo o âmbito da Bacia do Rio Paraguai. Esses trabalhos vão nos ajudar a constituir cenários e prever como vão evoluir os recursos diante do problema do aquecimento global”, explica o professor Pierre Girard, coordenador do projeto.
 
O projeto conta com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Entre os nomes confirmados para o encontro estão o Presidente do Conselho Federal de Recursos Hídricos da Argentina, Rafael Antonio Silva, e o representantes do Governo Central da Bolívia, Huascar Nogales. Representantes do Ministério da Ciência e Tecnologia, dos governos de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, da UFMT e das ONGs WWF-Brasil, The Nature Conservancy (TNC) e Instituto Centro-Vida (ICV ). 
 
“O CPP já trabalha com redes de pesquisa em pesca, bioprospecção e pecuária e agora quer expandir sua atuação. A água é um elemento essencial para o Pantanal e para a manutenção da vida como um todo, por isso, decidimos mobilizar os quatro países para conhecermos melhor a situação da Bacia do Paraguai e promovermos a sua proteção”, explica o professor Paulo Teixeira de Sousa Jr., do Centro de Pesquisa do Pantanal.
 
O principal rio da Bacia é o Paraguai, que nasce na Chapada dos Parecis, no interior de Mato Grosso e desemboca no Rio Paraná após um percurso de mais de 2.600 km através do Brasil, Bolívia, Paraguai e Argentina. As águas da bacia formam o Pantanal Mato-grossense, uma das maiores planícies de inundação do mundo. 
 
"Definir como vamos administrar os recursos hídricos da Bacia do Paraguai é urgente, já que a mudança climática em curso poderá afetar a vida dos mais de cinco milhões de pessoas vivendo na bacia e as atividades econômicas ligadas ao uso da água como a navegação, a produção agropecuária e a geração de energia hidrelétrica”, ressalta o professor Pierre Girard.


Fonte: WWF - Brasil


Álbum (1)

Álbum de fotos (1)

Marcadores

Comentários



Pegada ecológica é tema de palestra na Casa do Artesão em Corumbá (MS)
Pegada ecológica é tema de palestra na Casa do Artesão em Corumbá (MS)
Cidades brasileiras se mobilizam para a Hora do Planeta 2012
Cidades brasileiras se mobilizam para a Hora do Planeta 2012
Hora do Planeta pelo mundo: Greenpeace, Microsoft sueca e Manchester United
Hora do Planeta pelo mundo: Greenpeace, Microsoft sueca e Manchester United
Reunião de clima resulta em agenda de trabalho ambiciosa
Reunião de clima resulta em agenda de trabalho ambiciosa
WWF-Brasil e ICMBio promovem expedição científica à Terra do Meio
WWF-Brasil e ICMBio promovem expedição científica à Terra do Meio
Sony reduzirá emissões de gás carbônico graças a acordo com a Rede WWF
Sony reduzirá emissões de gás carbônico graças a acordo com a Rede WWF
Começam as reuniões do IPCC em Bruxelas
Começam as reuniões do IPCC em Bruxelas
Não faltam motivos para salvar o Cerrado, faltam ações
Não faltam motivos para salvar o Cerrado, faltam ações
Entrevista: Manoel Cunha, presidente do CNS
Entrevista: Manoel Cunha, presidente do CNS
“A floresta nos permite viver, respirar, ter saúde e alimento”
“A floresta nos permite viver, respirar, ter saúde e alimento”
Entrevista: Sofia Martins Carvalho, embaixadora do Clima
Entrevista: Sofia Martins Carvalho, embaixadora do Clima
Aviso de sobrecarga da Terra: Em 21 de agosto, excedemos o orçamento da natureza
Aviso de sobrecarga da Terra: Em 21 de agosto, excedemos o orçamento da natureza
Óleo de Palma poderá ser produzido sem ameaçar florestas
Óleo de Palma poderá ser produzido sem ameaçar florestas
Vale do Itajaí: a fórmula da tragédia
Vale do Itajaí: a fórmula da tragédia
Cidades apagam as luzes para alertar sobre mudanças do clima
Cidades apagam as luzes para alertar sobre mudanças do clima
WWF resgata legado da Rio 92 e levanta expectativas quanto a Rio+20
WWF resgata legado da Rio 92 e levanta expectativas quanto a Rio+20
Pegada Hídrica incentiva o uso responsável da água
Pegada Hídrica incentiva o uso responsável da água
Coragem para atravessar um pedaço de floresta amazônica
Coragem para atravessar um pedaço de floresta amazônica
Cientistas enviam alerta sobre clima
Cientistas enviam alerta sobre clima
Mortes na Amazônia devem se somar a centenas de crimes sem solução
Mortes na Amazônia devem se somar a centenas de crimes sem solução